O deputado Marco Feliciano tomou sua conta pessoal no Twitter para criticar o comportamento de alguns passageiros durante um voo nesta sexta (9). "Ao decolarmos em Brasília, cerca de 10 gays me constrangeram. Dois vieram a minha poltrona gritando, cantando música bizarra", reclamou.




Durante o voo AD5019, da Azul Linhas Aéreas, que partia de Brasília para São Paulo, um grupo de rapazes resolveu fazer um protesto um tanto quanto diferente. Dois deles levantaram das poltronas e, no corredor da aeronave, dançaram a música "Robocop Gay", sucesso do grupo Mamonas Assassinas nos anos 90.




Leia “Não somos gays e essa não é uma briga de minoria”, diz jovem que dançou hit para Feliciano

Em seu perfil na rede social, Feliciano continuou o sermão: "Os passageiros me defenderam, o piloto ameaçou retornar pra Brasília. Sofri xingamentos o voo todo. Haviam crianças no voo, famílias. Como não reagi, tocaram no meu rosto. Estes cidadãos colocaram em risco a segurança dos passageiros. Querem respeito, mas não respeitam. E assim fazem com qualquer pessoa que discorde de suas práticas. Que Deus nos guarde. Não sou contra gays, sou defensor da família natural!". Ainda segundo Feliciano, os passageiros que o perturbaram durante o voo tiveram que encarar a Polícia Federal assim que o avião pousou no Aeroporto Internacional de Guarulhos.


Qual sua opinião sobre o assunto?


Fonte: Yahoo


73 Comentários
 
Topo