Durante a prisão de um manifestante no ato em repúdio a lei que proíbe o uso de máscaras em manifestações do Rio de Janeiro, uma advogada do grupo Habeas Corpus deu voz de prisão à um oficial da PM, que a impedia do seu pleno exercício de trabalho. Tal procedimento é baseado no artigo 301 do Código de Processo Penal, que diz que "Qualquer do povo poderá e as autoridades policiais e seus agentes deverão prender quem quer que seja encontrado em flagrante delito." No caso em questão, o flagrante delito é o abuso de autoridade. Confira como terminou a história:



Leia Dilma, Sérgio Cabral e Eduardo Paes são vaiados por operários; assista
Leia Cabral sanciona lei que proíbe máscaras em manifestações
Leia Assista ao vídeo da prisão dos donos da página Black Bloc RJ
Leia Advogada é presa por usar máscara em protesto; assista
Comente abaixo sua opinião sobre o assunto!
0 Comentários
 
Topo