Em texto publicado no site do jornal O Globo no final da tarde deste sábado (31), as Organizações Globo afirmam que o apoio editorial do veículo ao golpe militar de 1964 foi "um erro". "Já há muitos anos, em discussões internas, as Organizações Globo reconhecem que, à luz da história, esse apoio foi um erro", diz a nota.De acordo com o texto, os protestos de junho deram à Globo "ainda mais certeza de que a avaliação era correta e o reconhecimento do erro, necessário".
"Desde as manifestações de junho, um coro voltou às ruas: 'A verdade é dura, a Globo apoiou a ditadura'. De fato, trata-se de uma verdade, e, também de fato, de uma verdade dura", diz o primeiro parágrafo da nota. "A lembrança é sempre um incômodo para o jornal, mas não há como refutá-la. É história." O texto acompanha a publicação do projeto "Memória", que recupera os 88 anos de história de jornal e foi lançado hoje. "Há alguns meses, quando o Memória estava sendo estruturado, decidiu-se que ele seria uma excelente oportunidade para tornar pública essa avaliação interna", afirma a nota. "De nossa parte, é o que fazemos agora, reafirmando nosso incondicional e perene apego aos valores democráticos."

Leia Projeto de lei quer proibir transmissão de lutas de MMA
Leia Globo vira piada na imprensa internacional; assista
Leia Forbes divulga lista com os 15 homens mais ricos do país

A nota, que ainda reproduz a íntegra do texto sobre a avaliação do apoio ao golpe militar de 1964, pode ser acessada aqui. O texto afirma que "parcela importante da população" e outros veículos apoiaram a intervenção dos militares. "Naqueles instantes, justificavam a intervenção dos militares pelo temor de um outro golpe, a ser desfechado pelo presidente João Goulart, com amplo apoio de sindicatos --Jango era criticado por tentar instalar uma "república sindical"-- e de alguns segmentos das Forças Armadas."

Assista ao vídeo:


Qual sua opinião sobre o assunto?
BOL
7 Comentários
 
Topo