Empresa se retratou e disse que foi ‘mal interpretada’ pelo público
O Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) abriu um processo contra a empresa Courofino após denúncias de que a veiculação de uma peça publicitária referente ao Dia das Crianças estaria colocando as crianças em uma situação erotizada. As fotos mostram garotas passando maquiagem e usando sapatos de adultos.
Segundo a Conar, foram mais de 70 denúncias e que as acatou após analisar as fotos. A empresa cearense afirmou, por meio de nota, que aconteceu uma "interpretação distorcida da real intenção da empresa". Ainda segundo a Courofino, usar roupas de adultos é uma brincadeira comum entre as crianças e que a intenção era apenas homenagear a data.
A empresa retirou das redes sociais e das lojas físicas os banners e imagens da campanha. Internautas criticaram em peso nas redes sociais e classificaram o trabalho como uma contribuição a pedofilia.A Conar disse que um conselho marcado para esta quarta-feira (16) deve determinar se será preciso uma medida liminar para que a empresa seja obrigada a retirar a campanha do ar, mesmo que isso já tenha ocorrido.


O órgão afirmou ainda que o Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária é claro quanto ao uso da imagem das crianças em anúncios e determina que elas não sejam vinculadas quando o assunto não for referentes a sua condição.
Comente abaixo sua opinião sobre o assunto!
Com R7
3 Comentários
 
Topo