O Facebook vai começar a coletar dados sobre como cada usuário movimenta o mouse na tela. E isso não é rumor. Quem disse foi o chefe do setor de análises da rede social, Ken Rudin, em entrevista ao The Wall Street Journal. Segundo Rudin, saber como cada pessoa mexe o mouse (ou o dedo, no caso de um aparelho ‘touch’) e clica no que aparece na tela vai aumentar – e muito – a base de informações sobre comportamento na rede. A proposta está em fase de testes e em alguns meses deve entrar em operação, diz o executivo.
Isso incluiria, por exemplo, informações sobre quanto tempo a pessoa deixa o cursor do mouse em cima de uma foto antes de clicar. Ou sobre qual parte do feed de notícias ou de um anúncio chamou a atenção o suficiente para o usuário parar de rolar a tela do celular e ler o post. Esse mundo de dados poderá ser usado pelo Facebook para desenvolver novos produtos e vender espaço publicitário de forma mais precisa. Em outras palavras: segmentar o público de acordo com a necessidade do anunciante.
A reportagem do WSJ lembra que esse tipo de monitoramento não é raro no mundo da internet, mas até hoje não tinha entrado na estratégia de negócios do Facebook. E cita o exemplo do Shutterstock, site de venda de imagens que coleta dados sobre tudo o que o usuário faz na página.
Como é hoje
São dois tipos de dados coletados pelo Facebook: demográficos (como a cidade onde você nasceu, onde mora, se fez faculdade – por exemplo) e informações sobre comportamento, capturadas a partir das páginas e posts curtidos, além da rede de amigos. E, claro, o Facebook só pega essas informações porque os usuários estão dispostos a aceitar os termos de privacidade da rede e postar, postar e postar…
Comente abaixo sua opinião sobre o assunto!
Fonte: Estadão
1 Comentários
 
Topo