Ao contrário do que disse Major Olímpio, capitão Antônio Bernardo segue em suas funções
A Polícia Militar divulgou uma nota na manhã desta quinta-feira (17) para negar que o capitão Antônio Bernardo, de 45 anos, tenha sido afastado de suas funções. O PM foi o autor de dois tiros em um bandido durante o roubo a uma moto na zona leste da capital. O crime foi filmado pela vítima e ganhou repercussão na internet neste fim de semana. A notícia do afastamento foi divulgada pelo deputado estadual Major Olímpio (PDT), em discurso no plenário da Assembleia Legislativa na última quarta-feira (16).
— Ele (Bernardo) não se omitiu, mas agora está recolhido em seu batalhão por seis meses. Uma tristeza, o cidadão vê como é a política pública no Estado de São Paulo. Em nota, a PM e a SSP (Secretaria de Segurança Pública) negaram que o capitão tenha sido afastado ou ainda incluído no PAAPM (Programa de Acompanhamento e Apoio ao Policial Militar). Os dois órgãos reforçaram que a ação do policial foi “legítima, praticada segundo o procedimento operacional padrão”. — A postura do oficial, em seu horário de folga, pondo em risco a própria vida, demonstra profissionalismo e devoção à causa pública.
A ação do capitão da PM foi elogiada nesta semana pelo governador do Estado, Geraldo Alckmin, e pelo secretário de Segurança Pública, Fernando Grella. Bernardo segue normalmente em suas funções, de acordo com o comando da Polícia Militar. O assaltante baleado continua internado, enquanto o seu comparsa está foragido e é procurado pela polícia.
O caso
O crime aconteceu na tarde do último sábado (12), por volta das 14 h na avenida Dr. Assis Ribeiro com a rua Gabriela Mistral. Nas imagens é possível ver como o motociclista, ao reduzir a velocidade para entrar em uma curva, é abordado por dois criminosos em uma outra moto. Um deles estava armado e faz o homem parar o veículo. Em seguida, pede a moto. Nervosa, a vítima mostra a chave e diz: — Está aqui. Pode levar. O que o bandido não esperava era que um policial estivesse de passagem pelo local no momento do crime. Surpreendido, o criminoso acabou baleado e preso. Ele foi encaminhado ao hospital. Em nota, a Polícia Militar informou que uma análise preliminar do vídeo sugere que a ação do PM foi “legítima e correta, com a observância das técnicas policiais”. O comunicado informa também que é possível ver nas imagens o assaltante apontando a arma para o policial.
Comente abaixo sua opinião sobre o assunto!
Com R7 e PMSP
2 Comentários
 
Topo