Pelo menos duas pessoas morreram e uma ficou ferida com o desabamento de um guindaste usado na construção do Estádio do Corinthians, em Itaquera, na zona leste da capital paulista. A informação foi confirmada pela Polícia Militar. O Corpo de Bombeiros continua trabalhando no local. O acidente aconteceu por volta das 12h50 de hoje (27).
O repórter Bruno Andrade, do jornal Lance, estava no estádio antes do acidente. “Eu estava fora, na portaria secundária do estádio, esperando o motorista para ir embora. Em coisa de dez minutos, passei embaixo do guindaste que cedeu. Viemos aqui fazer uma entrevista com Andrés Sanchez, responsável pela arena. Batemos um papo, nos despedimos e, nesse meio tempo, o guindaste cedeu, e houve uma correria para todo lado e um susto muito grande”, contou ele.
O repórter disse ter escutado um primeiro estrondo, quando viu “nitidamente o guindaste ceder e cair sobre a estrutura metálica”, falou ele. “O que sabemos é que ele (o guindaste) caiu em cima de um caminhão”.
Dezenas de pessoas estão concentradas na frente do estádio, em busca de informações sobre o acidente. Uma delas é o torcedor corintiano Marcos Paulo Cabral de Lima, promotor de vendas e morador das redondezas. “Venho aqui quase todos os dias”, contou ele à Agência Brasil. “Eu escutei três estrondos. O homem que estava no caminhão faleceu. Tinha aproximadamente 50 anos”, disse ele. “É uma coisa muito triste. Ficamos tristes e abalados, principalmente pelas famílias [das vítimas]. Não tem preço isso. O estádio construímos de novo, mas e as famílias?”, disse o torcedor. Os nomes e idades dos operários que morreram ou ficaram feridos não foi confirmado.

Assista ao vídeo:


Comente abaixo sua opinião sobre o assunto!
Fonte: Portal EBC
0 Comentários
 
Topo