Presidente do TSE de Honduras classifica vídeo de Lula como "ingerência externa"
A aparição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em uma propaganda do partido Liberdade e Refundação (Livre, esquerda) de Honduras, que tem Xiomara Castro como candidata à presidência nas eleições de 24 de novembro, está causando polêmica em Honduras. David Matamoros, um dos três juízes do Supremo Tribunal Eleitoral (TSE), afirmou que a presença de Lula na propaganda "é uma ingerência nos assuntos internos do país" por parte do ex-presidente.

Na propaganda, exibida pela primeira vez no domingo, em um comício do partido na cidade de Danlí, 100 km a leste da capital, Lula afirma que com as eleições Honduras vive "um grande momento de renovação e esperança".
Lula afirma ainda que com Castro, mulher do presidente deposto Manuel Zelaya, Honduras "terá todas as condições para se desenvolver gerando empregos, distribuindo riqueza e promovendo a inclusão social".

 "Nunca percam a esperança e que ninguém tire o direito de vocês de sonhar com uma Honduras mais democrática", diz Lula. Matamoros conversou com o embaixador do Brasil em Honduras, Zenik Krawctschuk, para manifestar que a atitude de Lula "é uma ingerência nos assuntos internos do nosso país". "O embaixador do Brasil nos respondeu afirmando que seu governo não está participando de qualquer atividade política envolvendo Honduras, que respeita a soberania hondurenha; e que a propaganda é uma questão envolvendo um cidadão brasileiro que já ocupou a presidência da República", revelou Matamoros ao jornal La Tribuna.
O embaixador Krawctschuk disse à AFP que "o Instituto Lula publicou no Youtube uma mensagem de apoio à candidata Xiomara Castro, e que o partido Livre a utilizou na campanha, destacando que o governo brasileiro nada tem a ver com esta manifestação de um ex-presidente, que teve sucesso em tirar muita gente da pobreza" durante seu mandato. "Transmitimos a todos os candidatos e ao governo de Honduras os votos de que as eleições sejam uma festa com a participação de todos os hondurenhos em um exercício de democracia e sem medo, e que no final todos aceitem o veredicto do Supremo Tribunal Eleitoral", destacou o diplomata brasileiro.
O candidato a deputado pelo Livre Rasel Tomé disse à AFP que "até o momento não há qualquer notificação oficial" para a suspensão da propaganda com Lula. Segundo Tomé, a propaganda está sendo veiculada "por rádio e televisão e nós não consideramos que seja uma ingerência, apenas uma saudação do ex-presidente Lula e seu apoio à democracia de Honduras".


Comente abaixo sua opinião sobre o assunto!
Fonte: Terra
3 Comentários
 
Topo