Quatro instituições foram fechadas por não existirem condenados suficientes.
A Suécia desativou quatro unidades presidiárias devido a falta de condenados. A ocupação nos locais vinha caindo cerca de 1 % ao ano desde 2004, sofrendo uma queda de 6% entre 2011 e 2012. A estimativa é que os últimos números se confirmem este ano, o que fez com que as autoridades desativassem alguns destes locais. Ao que tudo indica, dois presídios devem ser vendidos, enquanto outros dois serão usados pelo governo para outras finalidades.

Leia também:
Deputados na Suécia: Sem regalias ou assessores, usam cozinha e lavanderia compartilhadas

Estima-se que a queda de condenados esteja ligada a abordagem liberal adotada pelo sistema carcerário do país, o qual se foca pela reabilitação dos condenados. O sistema legal sueco também adotou uma postura mais branda em relação às condenações referentes a crimes menores e com ligação a drogas.

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto!

Fontes: TechMestre e The Guardian



1 Comentários
 
Topo