Uma criança de 2 anos morreu após ser esquecida pelo próprio pai no carro, por mais de quatro horas. A tragédia ocorreu na tarde de sexta-feira (13), no bairro Quilombo, em Cuiabá, após o pai, um bancário de 46 anos, perceber que tinha deixado o filho Davi, na cadeirinha, no banco traseiro do carro.

O pai contou para Polícia que, como faz todos os dias, foi buscar o filho, em uma escola na avenida Filinto Müller, perto do Centro de Procesamento de Dados do Banco do Brasil, onde ele trabalha. Mas quando chegou lá a professora disse que o menino não teria ido a escola naquele dia assim como não tinha ido na quinta-feira (12). O pai ficou desesperado e ao retornar ao carro percebeu que filho estava na cadeirainha desacordado. Ele entrou em pânico e pediu ajuda a uma professora. Um médico estava na escola para pegar seu filho também ajudou no socorro.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu ) foi chamado e encaminhou a criança ao Pronto Socorro de Cuiabá, mas a criança já chegou morta a unidade de saúde. Ainda de acordo com a polícia o pai teria dito que por ter quebrado a rotina na quinta e não ter levado o filho a escola e na sexta-feira (13) quando chegava na próximo a escola teria recebido uma ligação acabou não deixando Davi na escola.

Ele só descobriu que tinha deixado o filho no carro quando foi avisado pela professora. O pai que ainda dever ser ouvido pela Delegacia de Homícidio, será indiciado por homícidio culposo ( sem intenção).
Comente abaixo sua opinião sobre o assunto!

Fonte: Gazeta Digital
0 Comentários
 
Topo