O presidente da Fifa, Joseph Blatter, causou constrangimento entre os presentes na cerimônia do sorteio dos grupos da Copa na Costa do Sauípe. A cerimônia começou com um vídeo em homenagem a Nelson Mandela, ex-presidente sul-africano, morto na quinta-feira. Um vídeo foi exibido com imagens dele envolvido em momentos do esporte e na última Copa do Mundo em seu país. Todos aplaudiram as imagens.
Em seguida, a presidente Dilma Rousseff e o presidente da Fifa, Joseph Blatter, subiram ao palco para falar sobre a Copa do Mundo de 2014. Antes, Dilma pediu um minuto de silêncio para o líder sul-africano. “Começamos esta festa com um minuto de silêncio em memória do grande líder sul-africano Nelson Mandela, o povo brasileiro se inclina em sua memória”, disse Dilma. Prontamente a maioria dos presentes se levantou para reverenciar Mandela. Quando o silêncio começava de fato a dominar o espaço e enquanto alguns ainda se levantavam, Blatter interrompeu a homenagem.
“Vamos celebrar Mandela, mas vamos celebrar o futebol. Aplausos, por favor”, disse o presidente da Fifa, para constrangimento geral. Não foi a primeira vez que Blatter tentou doutrinar a manifestação do público no Brasil. Na abertura da Copa das Confederações, em Brasília, no dia 15 de junho, Blatter e Dilma foram muito vaiados. “Respeito, por favor. Fair play!”, disse Blatter na oportunidade. Assista ao vídeo:
Comente abaixo sua opinião sobre o assunto!
Fonte: IG
2 Comentários
 
Topo