Para o sindicato que representa policiais italianos, Nina de Chiffre, de 20 anos, insultou e praticou violência sexual contra um funcionário público

Em novembro desse ano, a foto de uma manifestante tentando beijar um policial tornou-se um viral na internet, sendo usada como exemplo de ato público não violento. Porém, segundo uma reportagem do jornal The Telegraph, a imagem não foi bem recebida pelo sindicato que representa policiais italianos. Nessa sexta-feira, 13, o COISP registrou uma queixa na Promotoria de Turim solicitando que Nina de Chiffre, de 20 anos, seja processada por violência sexual.

"Nós acusamos a manifestante de violência sexual e insulto contra um funcionário público", afirmou Franco Maccari, secretário-geral do sindicato. "Nós realmente esperamos que seja feita justiça", ressaltou. Para o representante, se o beijo ou alguma outra manifestação de 'afeto' tivesse partido do policial, ele seria amplamente 'julgado' e criticado ao redor do mundo. “É pouco provável que este tenha sido um ato de paz. Parece mais como uma provocação", disse.

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto!

Fonte: O Povo
1 Comentários
 
Topo