Um operário que trabalhava na construção da Arena Amazônia, estádio de Manaus para a Copa do Mundo de 2014, morreu na noite de quinta-feira. Raimundo Nonato Lima Costa, de 49 anos, era pedreiro e foi encontrado já morto por outros trabalhadores do turno noturno da obra.

De acordo com a Andrade Gutierrez, empresa responsável pela construção do estádio, ainda não é possível determinar o que causou a morte de Raimundo. Aparentemente, ele caiu de uma altura de cerca de 4 metros enquanto caminhava por vigas. Sua morte, porém, ocorreu durante um intervalo de trabalho. Raimundo estava sozinho no canteiro de obras. Nenhum outro operário viu o que aconteceu.

A obra da Arena Amazônia vai custar cerca de R$ 590 milhões. Começou a ser feita em julho de 2010 e só deve ficar pronta em dezembro deste ano. A construção do estádio é uma obra do governo estadual. Nesta sexta-feira, a UGP Copa (Unidade Gestora da Copa) do Amazonas disse que ainda vai apurar as causas da morte do operário na Arena Amazônia.

Segundo acidente com vítima fatal

Em maio deste ano, um operário morreu no local, em acidente similar ao ocorrido nesta madrugada. Raimundo Nonato Lima da Costa, de 49 anos, teria se desequilibrado e caído de uma altura estimada de cinco metros após tentar passar de uma coluna para o andaime, segundo a Polícia Militar (PM). A morte foi ocasionada por traumatismo craniano.

Em janeiro, relatório do Ministério Público do Trabalho (MPT 11ª Região) afirmou que as condições de trabalho na arena eram precárias. A situação foi considerada grave. De acordo com o órgão, diversas irregularidades foram encontradas durante fiscalização surpresa, como operários sem equipamentos de proteção coletiva em locais com risco de queda ou de projeção de materiais, aberturas no piso sem sinalização, entre outras.

Leia também:

Nesta semana, outro incidente ocorreu envolvendo operários da Arena, mas desta vez fora do estádio. Seis trabalhadores foram atacados por abelhas nas proximidades do canteiro de obras. Eles foram encaminhados a dois hospitais da capital, mas liberados no mesmo dia após medicação. Os operários eram três alemães, dois portugueses e um brasileiro, com idades entre 27 e 58 anos. As obras da Arena da Amazônia tiveram início em novembro de 2010 e a inauguração está prevista para janeiro de 2014, segundo declarou o governador Omar Aziz, nesta sexta-feira (13).

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto!

Fontes: UOL e G1
0 Comentários
 
Topo