O acordo Transpacífico (TPP, na sigla em inglês) é um acordo de livre comércio altamente secreto entre doze países, incluindo Estados Unidos, Canadá, México, Nova Zelândia e Austrália, que pode destroçar a nossa democracia. Documentos vazados revelam que o TPP poderia dar poder às corporações para que processem diretamente os governos sobre leis e políticas que considerem prejudiciais aos seus lucros. As leis destinadas a combater as mudanças climáticas, frear o uso de combustíveis fósseis ou reduzir a poluição do ar poderiam ser alvo de ataques das corporações como resultado do TPP.

As leis destinadas a combater as mudanças climáticas, frear o uso de combustíveis fósseis ou reduzir a poluição do ar poderiam ser alvo de ataques das corporações como resultado do TPP. Além disso, o acordo poderia criminalizar o uso da internet, minar direitos humanos e dos trabalhadores, manipular leis de direitos autorais, restringir a regulamentação da rotulagem de alimentos e afetar negativamente a assistência à saúde subsidiada.

Leia também:
WikiLeaks publica plano secreto do novo SOPA chamado TPP para controle da internet
Conheça a TPP, a grande ameaça contra a internet

O movimento que estamos construindo localmente, nacionalmente e globalmente para recuar do uso de combustíveis fósseis e promover um futuro climático renovável está crescendo dia a dia, e a indústria de combustíveis fósseis está ficando assustada. O TPP é um sintoma desse medo – uma tentativa massiva de derrubar quaisquer restrições que possamos impor. Há muito em jogo, mas nós podemos deter esta ameaça – a força do nosso movimento é maior do que o poder econômico ou a manipulação das corporações.

Assine aqui a petição para mostrar aos nossos governos que não vamos tolerar corporações estrangeiras incapacitando a nossa soberania, nossos processos democráticos ou nosso direito a um futuro seguro. Envie esta postagem aos seus amigos, ajude difundir estas informações!


Assista ao vídeo em inglês: What is The TPP


Comente abaixo sua opinião sobre o assunto!

Fonte: 350.org
0 Comentários
 
Topo