Durante décadas, a mídia local — sob controle estatal — não publicou informações sobre delitos A imprensa cubana publicou nesta segunda-feira (30) pela primeira vez em meio século uma notícia sobre a prisão de um estuprador. A publicação nacional Trabajadores, a revista provincial Vanguardia e o site de notícias Cubadebate anunciaram a captura de Luis Díaz, de 23 anos, acusado de atacar sexualmente três mulheres em Santa Clara, leste de Havana.

Durante décadas, a imprensa cubana — sob controle estatal — não publicou informações sobre delitos, mas, nos últimos três meses, difundiu duas vezes notícias sobre homicídios, causando surpresa entre os leitores. "Díaz aproveitava a vulnerabilidade das vítimas, mulheres que iam ou vinham do trabalho, as ameaçava com faca e as levava à força para lugares afastados, onde as estuprava", declarou o chefe do ministério do Interior em Santa Clara, Francisco Darias. O noticiário policial desapareceu em Cuba quando todos os meios de comunicação passaram para as mãos do governo comunista no início dos anos 60.

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto!

Fonte: R7

0 Comentários
 
Topo