O que antes era rumor agora é oficial: o Orkut será descontinuado no dia 30 de setembro. A informação foi divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo na manhã desta segunda-feira (30) e confirmada horas depois por Paulo Golgher, diretor de engenharia do Google. "Ao longo da última década, YouTube, Blogger e Google+ decolaram, com comunidades surgindo em todos os cantos do mundo.

O crescimento dessas comunidades ultrapassou o do Orkut. Por isso, decidimos dizer adeus ao Orkut e concentrar nossas energias e recursos para tornar essas outras plataformas sociais ainda mais incríveis para todos os usuários", diz o executivo no blog oficial do Google Brasil.

"Foram 10 anos inesquecíveis. (...) Esperamos que vocês encontrem outras comunidades online para alimentar novas conversas e construir ainda mais conexões, na próxima década e muito além", afirma. Além do fim da rede social, o endereço "orkut.com" também deve deixar de existir após o dia 31 de dezembro, pois o criador da rede, o engenheiro turco Orkut Büyükkökten, deixou a companhia há quatro meses e pretende manter controle sobre o domínio.

Embora o Orkut seja desativado, algumas funcionalidades ainda poderão ser visualizadas, como por exemplo as comunidades que mais fizeram sucesso na rede. Não será mais possível publicar ou responder conteúdos, mas essas páginas ficarão "congeladas" como uma espécie de acervo do serviço, acessível a qualquer um. Já os dados dos usuários, incluindo fotos, informações de perfil e mensagens de comunidades, poderão ser exportados até setembro de 2016.

A partir de hoje (30), o site não aceita mais o cadastro de novos internautas. "Dez anos atrás, o Google mergulhou pela primeira vez nas redes sociais por meio do Orkut, que nasceu como projeto experimental de um engenheiro que deu nome à rede. As comunidades do Orkut deram forma a conversas e conexões que até então não existiam, antes mesmo que as pessoas soubessem o que eram 'redes sociais'", destaca Golgher. Criado em janeiro de 2004, o Orkut se tornou uma das primeiras redes sociais de maior sucesso do mundo.

Em julho de 2008, alcançou a marca de 40 milhões de brasileiros cadastrados, tornando-se o maior público do serviço. E mesmo com tantas ferramentas – scraps, depoimentos, GIFs e as já citadas comunidades –, a plataforma não conseguiu suportar o crescimento de outras páginas de relacionamento, como Twitter, Facebook e LinkedIn.  

O que muda daqui para frente?

O Google publicou na página de suporte do Orkut as principais mudanças que vão acontecer com o fim da rede social. Até o dia 30 de setembro, será possível: Entrar, jogar e usar sua conta como sempre; Exportar seus álbuns de fotos para o Google+; Salvar no computador o seu perfil do Orkut, scraps, depoimentos e postagens em comunidades via Google Takeout (você pode fazer isso até setembro de 2016).



Depois que o Orkut fechar em setembro: Você não poderá entrar no Orkut; Não poderá exportar seus álbuns de fotos para o Google+; Apps, APIs e jogos não estarão mais disponíveis; Comunidades públicas serão salvas em um Arquivo de Comunidades visível publicamente.

Usuários do Orkut que vão continuar com seus perfis no Google Plus podem seguir AnonymousBrasil por lá clicando aqui.

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto!

Fonte: CanalTech


0 Comentários
 
Topo