Alemanha foi a primeira seleção europeia campeã nas Américas. Quebrou uma marca de 84 anos neste domingo, no Maracanã, ao conquistar o quarto título mundial da sua história. Pela primeira vez em 20 edições da Copa do Mundo, uma equipe da Europa conseguiu ser campeã no continente americano. E foi no Brasil na Copa mais cara da história!

Eles vão deixar o quartel-general no vilarejo de Santo André, em Santa Cruz Cabrália, na região Sul da Bahia, que será colocado à venda. O objetivo dos investidores é recuperar o dinheiro gasto na construção da estrutura. Ao todo, o ‘Campo Bahia', como foi batizado, conta com 14 casas, incluindo uma área de convivência para a delegação europeia. A expectativa é de que todo esse complexo seja transformado num condomínio com o fim do Mundial. A informação foi confirmada ao ESPN.com.br pelo gestor do empreendimento Tobias Junge no dia 19 de Dezembro de 2013 em matéria publicada por Marcus Alves.

 "É um condomínio para morar. As casas serão vendidas. Queremos amortizar o que foi colocado aqui. Um valor alto, mas que prefiro não te falar (risos). É uma coisa arriscada que estamos fazendo. Um risco porque não existe garantia de que vamos conseguir comprador para um imóvel de 400 m²", afirma. Ao contrário do que foi postado em algumas páginas na internet, a federação alemã (DFB) de sua ida para Cabrália, a entidade não está por trás do projeto.

Ele existe há praticamente cinco anos e teve no próprio Junge um de seus idealizadores. O diretor, que mora em Porto Seguro e tem raízes no ramo de mineração no interior baiano, será um dos que lucrará com a comercialização do local. Ele não está entre os principais investidores do complexo, no entanto.




O empresário Kay Bakemeier, ligado à seguradora Allianz Seguros, e Christian Hirmer, magnata do mundo da moda, são os responsáveis pela maior parte do dinheiro aplicado na obra. Os dois estiveram por diversas vezes ao lado da comitiva alemã liderada pelo ex-jogador Oliver Bierhoff nas cinco visitas feitas ao Campo Bahia. A princípio, está prevista apenas uma mudança para venda nas casas do arquiteto capixaba Sandro Pretti: a substituição de um dos quartos por uma cozinha.



A ausência do compartimento foi um dos pedidos especiais feito pela DFB depois da abertura de negociações no fim do ano passado. Em contato com a reportagem, um membro da federação revelou que a ideia é concentrar, assim, todo o elenco no centro de convivência e "evitar que se tenha um grupo do Borussia Dortmund e outro do Bayern de Munique fazendo espaguete sozinho". Os atletas ocuparão as quatro casas localizadas de frente para o mar e terão a possibilidade de fazer parte de seus exercícios, como spinning, a céu aberto.

O complexo está situado ao lado do principal resort da vila, o Mabu Costa Brasilis. A estratégia inicial era fazer dele o representante de Santa Cruz Cabrália na briga por seleções, porém, a CVC, então proprietária do espaço, não se mostrou animada com a proposta na época. "Sempre foi falado pelo Bierhoff deixarmos um legado, mas não aqui com essas casas. Um legado para Santo André, na verdade, com educação, crescimento do turismo, internet de altíssima qualidade", diz o gestor Tobias Junge.

Fonte: ESPN

Comente abaixo sua opinião sobre o assunto!

0 Comentários
 
Topo