Uma plenária convoca ativistas e movimentos sociais para as 19h deste sábado (12), na sede do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Federais em Saúde e Previdência (Sindisprev), no Centro do Rio, em apoio aos 19 ativistas presos pela Polícia Civil do Rio de Janeiro na manhã de hoje.

A acusação é que eles seriam suspeitos de envolvimento em atos violentos durante protestos na capital fluminense. Entre eles, está Elisa Quadros, conhecida como “Sininho”. De acordo com a militante que criou um evento no Facebook - intitulado Plenária Unitária pela Liberdade dos Presos Políticos de 12/07/2014 -, que se identificou como Lu Ornellas, a reunião de hoje é uma "plenária de emergência com a finalidade de debater o que está acontecendo", em referência a prisão dos ativistas.



O debate acontece com a presença de movimentos sociais, sindicatos, partidos e ativistas, para levantar propostas. A plenária está aberta também aos familiares dos presos. Ela critica as prisões realizadas. "Eles querem acabar com os protestos. Costumo dizer que abrimos a Caixa de Pandora em junho de 2013", comentou.

No Rio, protestos estavam marcados para a final da Copa, próximo ao Maracanã, na Praça Saens Peña. Sobre as acusações de formação de quadrilha, ela afirma: "Não existe nada de quadrilha, o que existe são pessoas comuns que não aguentam mais tanta corrupção, roubalheira, falta de verba pra educação, saúde e cultura. Queremos democracia e queremos que o direito de greve seja respeitado", completa.

Mais cedo a conta do Twitter da EBC foi invadido por Anonymous e foram postadas frases de protesto. 



   Comente abaixo sua opinião sobre o assunto!

 Fonte: Jornal do Brasil 

0 Comentários
 
Topo