Essa é a primeira vez que a premiação, criada em 1936, é atribuída para um matemático formado no Hemisfério Sul Arthur Avila foi o primeiro brasileiro a ganhar a Medalha Fields, considerada o "Nobel da matemática", por sua pesquisa na área de sistemas dinâmicos.

Essa é a primeira vez que a premiação, criada em 1936, é atribuída para um matemático formado no Hemisfério Sul. Também ganharam a medalha neste ano o canadense Manjul Bhargava, o austríaco Martin Hairer e a iraniana Maryam Mirzakhani. O prêmio é entregue a cada quatro anos pela União Internacional de Matemática. A Fields só é concedida a pesquisadores com, no máximo, 40 anos de idade - Avila tem 35.  

História

Artur Avila nasceu no Rio de Janeiro. Aos 16 anos, ganhou a medalha de ouro na Olimpíada Internacional de Matemática no Canadá e conclui seu mestrado junto com o Ensino Médio. Assim, pulou a graduação e foi fazer o doutorado no Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), no Rio de Janeiro, de onde ainda é pesquisador.

Aos 19 anos, já trabalhava em sua pesquisa sobre a teoria de sistemas dinâmicos, uma "área que investiga a evolução de fenômenos variados no tempo" e que surgiu com estudos de Isaac Newton sobre o movimento dos planetas, segundo reportagem da revista piauí. Em resumo, seria "saber, a partir das condições do presente, o que esperar do futuro". Ele divide o tempo entre o Brasil e a França, onde fez o pós-doutorado no Centro Nacional de Pesquisa Científica de Paris. Em dezembro de 2013, Avila foi eleito como membro titular da Academia Brasileira de Ciências. Ele tomou posse em maio de 2014.

Comente abaixo sua opinião sobre esta operação Anonymous! 

Fonte: Exame


0 Comentários
 
Topo