Rafael Braga Vieira, 26 anos, catador de lixo reciclável foi preso no dia 20 de junho de 2013 em um protesto ocorrido na Av Presidente Vargas, centro do Rio de Janeiro. Naquele dia a Tropa de Choque da Polícia Militar fluminense retirou quase um milhão de pessoas da rua em uma verdadeira operação militar. Apagaram as luzes da avenida com tiros de borracha, bombas de gás lacrimogênio, efeito moral e perseguiram manifestantes em um raio de mais de 5km, entre o centro e a zona sul da cidade.

Rafael que não estava no local por conta da manifestação foi preso e com ele foram encontradas 2 garrafas plásticas, uma de água sanitária e outra de desinfetante Pinho Sol. Os policiais o acusaram de porte de artefato explosivo. Por este motivo ele foi preso e condenado a 5 anos de reclusão. No dia 26 de agosto de 2014 advogados do Instituto Defesa de Direitos Humanos apresentaram uma apelação no Tribunal de Justiça do Rio para soltura ou redução de pena.

Os desembargadores concederam apenas 2 meses de redução de pena. Assista ao vídeo O Homem que foi Condenado por Porte de Pinho Sol.



Foi criada uma página que luta pela liberdade de Rafael Braga e mantém atualizações diárias sobre ele:

https://www.facebook.com/liberdaderafaelbragavieira

Assista Morador de rua condenado a 5 anos por “porte de Pinho Sol” conta sua versão:



Comente abaixo sua opinião sobre o assunto!
 
Fontes: Brasil Contra Corrupção e Coletivo Mariachi 



0 Comentários
 
Topo