@AnonymousBr4sil recomenda que você nunca acesse os sites da HIG Capital, dona do NZN/TecMundo/MegaCurioso (mesmo se você tiver uma excelente criptografia, não arrisque, provas das ligações no fim do texto com links abrindo em outras guias e outros não), donos de fabricante de urnas eletrônicas, doam pra Partidos nos EUA, respondem processos lá, lucram com o sistema prisional dos EUA e adquirem empresas aqui no Brasil e no mundo entre tantas outras coisas. Em 2016 o TecMundo fez matéria criminosa/fake news contra a @AnonymousBr4sil e seu fundador Fabrício Ferreira, que gerou diversos problemas e ameaças de morte. Até 5/2018 não deram direito de resposta. Também são donas de empresas que fabricam urnas eletrônicas.


AnonymousBr4sil foi criada em 18 de Julho de 2012. Quais os motivos que explicam o fato deste site TecMundo ter feito matérias crimes contra @AnonymousBr4sil apenas em 2016, depois de 4 anos da página? Depois de termos feito história como maior conta responsável pelos protestos de 2013...

Quem decide o que é Fake news? Nós da AnonymousBr4sil e seu fundador Fabrício Ferreira fomos vítimas de vários crimes cometidos pelo site TecMundo e ao invés deles serem punidos pelo Face, fomos nós quem perdemos o selo azul de conta verificada, cortaram perfis nossos e tantas coisas mais. Fizemos história em 2013 como maior autoridade nos protestos, além de tudo que viria depois ter sido inspirado no que fizemos ali, temos autoridade, influência e isto incomoda setores que não vão nunca nos manipular, nos influenciar, temos liberdade editorial e não estamos recebendo ordens de qualquer meio que seja. Fica feio um grupo bilionário de poder estar abaixo de um então viciado extremo no Crack... Fica difícil controlar a 'causa' Anonymous conosco no caminho. 


Da mesma forma que alertamos pra ninguém baixar programas do governo em seus computadores/aparelhos celulares e não dar o CPF em compras em troca de supostos descontos sendo que o MP investiga venda de dados de clientes por farmácias a empresas de plano de saúde e de análise de crédito. Lembrando que o constrangimento que passa quem nao quer dar o cpf/informações mil é um crime tão grave quanto o da venda de dados. Outro ponto importante é obrigar é fazerem como o governo, obrigarem as pessoas baixarem em seus telefones aplicativos pra terem acesso a descontos, documentos. 

Enfim, pedimos que as pessoas nunca acessem os sites da HIG Capital que é dona do NZN/ Tecmundo e você não sabe o que podem fazer com suas informações, da mesma forma que vai ao shopping e não se sabe o que farão com as imagens, ao acessar um site muito pode ser deixado sobre a pessoa, sobre o dispositivo usado e afins... Em breve falaremos mais. Tem muitas novidades...

Hoje a perseguição é contra a @AnonymousBr4sil e seu fundador mas e no futuro, quem vai desagradar este grandioso grupo bilionário de poder e será perseguido? Querem limitar talentos, inibir com medo jovens que são o presente e futuro do país, do mundo... 

Uma hora subimos um entre vários vídeos que temos sobre assuntos interessantes...

Imagina nossa preocupação ao saber que Baixaki e Superdownloads também são do mesmo grupo que o Tecmundo e milhares de pessoas baixam arquivos por eles todos os dias.

Engraçado, se não mexem conosco pra gente investigar eles estariam passando batido até o presente momento...

Fica complicado ter que ficar explicando o que é jornalismo, o que é direitos humanos, direito de resposta...

Estas coisas o Tecmundo tem que aprender de outras formas, não com a gente... pois se respeitassem o que citamos nada disso estaria acontecendo... mas como #Anonymous, não esquecemos, não perdoamos, deveriam ter esperado por nós antes de cometerem estas patifarias de pilantras... hahaha! Nunca serão bem-vindos em nosso meio...

Desliguem no campo da web, não com matérias crimes...ah, na web é um campo que estou e a coisa muda de figura... :)

Em breve muito mais... Da mesma forma que ficaram no sapatinho vendo a gente por anos sendo influentes e apenas em 2016 em diante iniciaram uma tentativa de queima de arquivo virtual contra a gente podem fazer um dia com outras pessoas.

Tudo pode ser um teste, nada é o que parece ser. Se trata de uma guerra que envolve muito poder e dinheiro.

Em A 4rte da Cyber Guerra, livro que estou escrevendo pro mundo 'real' depois de 5 anos e milhares de publicações no mundo virtual, explicarei algumas situações que passei e desdobramentos pra qualquer ser que entrar neste universo saber dos riscos que isso implica.

Muitas pessoas ficam deslumbradas com hacktivismo e Cyberativismo de um modo geral e algumas querem entrar nele, me perguntam o que devem fazer e o que recomendo é não se envolver, analisar tudo antes, ver em qual situação eu estava quando tomei a decisão de usar a internet em prol de um mundo mais justo e melhor para todos...

Passei coisas na AnonymousBr4sil que talvez a maioria das pessoas que nos apoiam nunca vão saber, nem podem imaginar... Parece simples hoje abrir a página e saber que fizemos história, mas o preço e desdobramentos de tudo isso são muito dolorosos.

Dê valor na sua vida, na sua liberdade e em tudo que podem te arrancar se tentar 'fazer história'... como estou na chuva e já tomei cada temporal que se for contar parece mentira que estou aqui, mas você que nem perto da garoa passou, se afaste!

Criei junto com minha esposa Christiane Ferreira uma empresa onde vamos atuar em diferentes formas, estamos no segundo ano de FCCM4r   que também teve sua página no Face censurada, impedida de postar e depois de muito tempo foi liberada após enviarmos documentações e até hoje não conseguimos organizar algumas coisas vitais, por conta da falta de tempo que é gasto sendo usado pra nos defender por exemplos de ataques criminosos, um simples exemplo é o grupo bilionário de poder HIG Capital, dona do grupo NZN/ TecMundo que publicou matérias crimes em meados de Julho de 2016 contra minha pessoa e contra a @AnonymousBr4sil e até o presente momento, Maio de 2018 não deu um direito humano básico que é o de se defender, o direito de resposta e afins... O Tecmundo publicou várias matérias, tentando passar como se fosse verdade várias mentiras, calúnias e difamações, tentando legitimar por ser uma mídia grande, várias pessoas que viram fizeram ameaças de morte, mesmo eles tendo publicado sem provas, sendo que não há, nem nunca haverá.

Sou um perigo pro sistema deles já que conosco jamais terão qualquer forma de respeito/consideração/conduta ou influência. Sou ameaça pois não me rendo pras ameaças que me fazem, muito pelo contrário, isto me motiva ainda mais.

Era apenas um então viciado em Crack tentando mudar o mundo e agora sou perseguido por um grupo bilionário, que tanto na área do empreendedorismo (posso criar site ou apoiar aliados o que abaixaria e muito o engajamento deles) quanto do Cyberativismo (na @AnonymousBr4sil somos desde 2012 contra as urnas eletrônicas com o #StopUrnasEletrônicas já eles nos EUA apoiam, ou seja, são muitas divergências de ideias) podem me ter como rival que deve ser combatido, segregado e excluído da web... haha! :)

Como eles mesmo se apresentam, 1 em cada 3 internautas no país são alcançados por todo o seu grupo, isto dá pra medirmos a série de transtornos quase que incalculáveis que causaram pra nós.

Eu não ganho pra responder mentiras, não posso dedicar meu precioso tempo pra estas patifarias e isto até me fez muito mal na verdade... Mas sou obrigado, o que é um abuso fazer qualquer coisa que seja contra a nossa vontade, e investigando quem são eles já são alvo de #Anonymous fora do Brasil, fabricam urnas eletrônicas, doam pra partidos, compram coisas em vários países e todo o resto.

Não me derrubaram naquilo que eu fiz, Cyberativismo e afins, então tentaram inventar coisas, o que gerou ameaças de morte, gente querendo entrar e subir no prédio, encomendas chegando e os porteiros do prédio sem saber o que fazer... Imagina o terror até sabermos o que estava acontecendo...

Vai vendo, o mundo dá voltas. Não abra sites destes grupos pois você não sabe o que podem fazer com seus dados. Tenha atenção.

O Facebook também está na mesma ao censurar nossos perfis, retirar selo azul de conta verificada e não permitir que a gente agisse naqueles momentos de ataque, chegando até a bloquear a página da nossa empresa @FCCM4r que nada tem a ver com isto (toda a história está na imagem de perfil https://www.facebook.com/AnonymousBr4sil/photos/a.332935426793015.79742.332934666793091/1750637221689488/) ... Mas impressionante que até hoje estou firme...  


Agentes do Estado/Smith podem vir nas mais variadas formas de opressão e sempre vão usar fantoches que podem ser dispensados pra sondar tubos de ensaio... A BCC Brasil Contra Corrupção também é nossa, pode estar 'parada' mas logo novidades...

Feriu o ego de muita gente ao saberem que estavam seguindo o faxineiro, operador de produção e então viciado em Crack. Mas Anonymous é isso mesmo, podemos ser qualquer pessoa, estamos em todos os lugares, onde você olhar pode ver Anonymous sem saber que seja, já que não andamos com farda de identificação...

Se tivessem lido O Manifesto Hacker entenderiam que o pc obedece os comandos do usuário e que se algo der errado... Hahaha!  









________________

Sobre o TecMundo. Estavam passando batido mas não despercebido. Agora toma! 





 

 #HartIntercivic > #Sequoia > #Smartmatic 

https://www.facebook.com/search/str/%23Smartmatic/keywords_blended_videos

https://www.facebook.com/hashtag/hartintercivic


“Hart promises not to compete with Smartmatic in Latin America, the Philippines, and Belgium. In return, Smartmatic promises to grant to Hart a license to use its intellectual property currently found in Sequoia’s machines.”

"Hart promete não competir com Smartmatic na América Latina, Filipinas e Bélgica. Em retorno, Smartmatic promete garantir a Hart lincença para usar sua propriedade intelectual encontrada na máquina Sequoia."

Decisão judicial da Corte Delaware: http://www.bradblog.com/Docs/SVSSequoia_v_Hart_Smartmatic_LambDecision_040408.pdf

Aviso do sistema de contagem de votos dos EUA #Sequoia e Smartmatic ligados ao governo Venezuelano de Hugo Chavez: https://www.nist.gov/sites/default/files/documents/itl/vote/SequoiaSmartmaticReport61208.pdf









--------

RT O fato é que quase todas as máquinas de votação eletrônica são projetadas e fabricadas por empresas como ES&S (de Warren Buffett), Dominion (anteriormente Diebold), Smartmatic e Hart Intercivic, todas ligadas a interesses poderosos do círculo da elite dominante. De fato, pesquisadores do Centro de Políticas de Tecnologia da Informação da Universidade de Princeton demonstraram que em menos de 60 segundos, qualquer pessoa poderia ignorar o bloqueio e substituir o cartão de memória por outro.

Como os pesquisadores no vídeo explicam, "qualquer algoritmo desejado pode ser usado para determinar quais os votos serão roubados e a que candidato ou candidatos serão transferidos os votos roubados.": https://www.rt.com/op-edge/340332-hillary-clinton-elections-social-media/






+ sobre. Universidade de Princeton (EUA) analisa urna Diebold:
https://www.facebook.com/AnonymousBr4sil/videos/952665144820037/
-------------












Conexão do #GlobalistaGeorgeSoros com as urnas eletrônicas e depois se informe sobre o #StopSoros e como ele movimenta vários meios ao redor do planeta. No fim do texto tem alguns links que servem como ponto de partida pra saber + sobre Soros.

Smartmatic é de propriedade de Lord Mark Malloch-Brown. Ele está ligado a Soros através da Open Society Foundation, uma organização que concede subsídios a organizações da sociedade civil ao redor do mundo. Malloch-Brown faz parte do Conselho Global da Open Society. http://mobile.businessinsider.com/george-soros-connection-to-voting-machines-2016-10



Lord Mark Malloch-Brown fez parte do Comitê Consultivo Soros sobre a Bósnia em 1993-94, formado por George Soros. Desde então manteve relações cordiais com Soros, e alugou um apartamento de propriedade de Soros enquanto trabalhava em Nova York em missões da ONU. Em maio de 2007, o Soros Quantum Fund anunciou a nomeação de Sir Mark como vice-presidente.

Em setembro de 2007, o Observer relatou que tinha renunciado a esta posição para ser ministro do governo no Reino Unido. Também em maio de 2007, Malloch Brown foi nomeado vice-presidente da Soros Fund Management e do Open Society Institute, duas outras organizações importantes de Soros.

Malloch Brown é um membro do Comitê Executivo do International Crisis Group, e teve um papel fundamental em sua fundação em 1993-5.


Malloch Brown tornou-se presidente do conselho de administração da SGO Corporation Limited, uma holding cujo principal ativo é a tecnologia eleitoral e fabricante de máquinas de votação Smartmatic, em 2014: https://en.wikipedia.org/wiki/Mark_Malloch_Brown,_Baron_Malloch-Brown













_____

#HIGCapital > #NZN > #Tecmundo/ #Baixaki/ #Superdownloads 


http://higcapital.br.com/portfolio/company/316

 





Venda do Grupo NZN – 11 sites – ultrapassou a casa dos US$ 100 milhões!!!

“A gente sempre teve um número na cabeça e nunca nenhuma proposta tinha atingido esse patamar”, justifica Barthel. Além de ter chegado ao valor ideal, o fundo norte-americano H.I.G. Capital apresentou um plano para expandir o NZN junto com a proposta de compra.

“Tinha o sonho de deixar minha marca e a proposta do H.I.G. foi a que mais me deu segurança de que o NZN não acabaria tão cedo”, comenta.

“Deixei o cargo de CEO em julho de 2015. Em dezembro, tive um ataque de pânico em casa enquanto assistia a um seriado na TV”, conta. O diagnóstico? Transtorno de ansiedade generalizada, que os médicos conhecem por TAG, por conta da mudança repentina na rotina. Para resumir: depois de 15 anos se dedicando integralmente à empresa que criou, o cérebro e o corpo de Barthel não estavam conseguindo se adaptar à nova situação.

“Fiz um tratamento de seis meses para conseguir superar. Quando você começa a compreender o que está acontecendo, o lado irracional deixa de atuar.”: http://glamurama.uol.com.br/gui-barthel-o-empreendedor-que-ganhou-r-100-milhoes-so-com-o-baixaki/

 



_______

Ligações com urnas eletrônicas

Sobre a H.I.G. Capital, Tecmundo e Urnas Eletrônicas:

Portfolio da H.I.G. Capital: Grupo NZN/HIG Capital > NZN > Tecmundo/Baixaki/Superdownloads 

http://higcapital.com/portfolio/company/

Grupo NZN: Tecmundo, Baixaki, Superdownloads, Click Jogos, Em Resumo, Minha Série, Mega Curioso, TecMundo Games, Não Entre Aki, Jogos de Meninas, Joguinhos, Robô Laranja, ReXposta, QuizPop: https://pt.wikipedia.org/wiki/Grupo_NZN
 





2012Grupo NZN, que controla o site Baixaki compra site Superdownloads, seu principal concorrente: http://exame.abril.com.br/pme/baixaki-compra-site-superdownloads
 



2014 - H.I.G. Capital conclui investimento estratégico no Grupo NZN e na Click Jogos. H.I.G. Capital, um dos principais fundos de private equity do mundo, anunciou hoje que sua afiliada no Brasil completou com sucesso investimentos estratégicos no Grupo NZN ("NZN") e na Click Jogos ("CJ"), duas das maiores empresas de mídia digital do Brasil. Como parte da operação, a NZN e CJ farão a fusão de suas operações: http://tibahia.com/tecnologia_informacao/conteudo_unico.aspx?c=NEWS_NEG&fb=B_FULL&hb=B_CENTRA&bl=LAT1&r=NEWS_NEG&nid=29921
 



2014 - O grupo NZN recebeu um aporte do fundo H.I.G. Capital para consolidar a fusão com o Click Jogos - “Tivemos uma afinidade de cara com a equipe do fundo”, conta Barthel. Segundo a empresa, o fundo ainda teria 15 bilhões de dólares em caixa para futuros aportes.

Um dos mercados de interesse seria o de educação:
http://exame.abril.com.br/pme/dona-do-baixaki-compra-click-jogos-e-pensa-em-ipo-na-nasdaq/




Venda do NZN 2014: mas a estimativa é que a venda do Grupo NZN ultrapassou a casa dos US$ 100 milhões. “A gente sempre teve um número na cabeça e nunca nenhuma proposta tinha atingido esse patamar”, justifica Barthel. Além de ter chegado ao valor ideal, o fundo H.I.G. Capital apresentou um plano para expandir o NZN junto com a proposta de compra: http://glamurama.uol.com.br/gui-barthel-o-empreendedor-que-ganhou-r-100-milhoes-so-com-o-baixaki





2012: Fundo H.I.G. Capital abre escritório no Rio de Janeiro: http://veja.abril.com.br/economia/fundo-h-i-g-capital-abre-escritorio-no-rio-de-janeiro/




_______

H.I.G. Capital > Hart InterCivic 


http://higcapital.com/portfolio/company/316

Conselho de Administração e Propriedade:
Em julho de 2011, Hart recebeu o que Hart descreveu como "um investimento estratégico" da H.I.G. Capital, em uma transação que os consultores de Hart chamaram de uma "aquisição".

A partir de outubro de 2012, o Conselho tem cinco membros: Gregg Burt, Presidente; Phillip Braithwaite, Diretor Presidente;
Neil Tuch, Diretor Gerente, H.I.G. Capital; Jeff Bohl, Diretor, H.I.G. Capital; E Amanda Kalin, Associada, H.I.G. Capital.


HIG controla 3 de 5 lugares no conselho.

Dois dos diretores da H.I.G. que trabalham para HIG, Neil Tuch e Jeff Bohl, já fizeram contribuições para campanhas presidenciais - Neil Tuch contribuiu tanto para as campanhas de Obama e Mitt Romney antes do investimento da HIG em Hart InterCivic e Jeff Bohl contribuiu para a campanha de Romney em 2011.

Em outubro de 2012, a H.I.G. é o 11º contribuintes de Romney.
H.I.G. tem a Solamere Capital como um investidor menor em um de seus fundos.

Solamere Capital é uma empresa de investimento fundada pelo filho de Mitt Romney, Tagg Romney, e Spencer Zwick, Finanças de campanha presidencial de Mitt Romney em 2012. O irmão de Mitt Romney, Scott, e a esposa de Mitt Romney, Ann e o próprio Mitt Romney investiram. E que é dirigido por Tagg Romney.

Solamere não é investido na especificidade H.I.G. que tem um investimento na Hart InterCivic.
 

https://en.wikipedia.org/wiki/Hart_InterCivic
 





http://higcapital.com/team

_______

Empresas como a ES&S, Dominion (anteriormente Diebold ou Sequoia), Smartmatic e Hart Intercivic fazem a maioria das máquinas de votação eletrônica. Três dos cinco membros da diretoria da Hart Intercivic são membros da diretoria da HIG Capital, uma empresa global de private equity que fez um investimento significativo na empresa de máquinas de voto.
http://www.huffingtonpost.com/judy-frankel/the-black-box-voting-mach_b_8082384.html

 



_______

O fato é que quase todas as máquinas de votação eletrônica são projetadas e fabricadas por empresas como ES&S (de Warren Buffett), Dominion (anteriormente Diebold), Smartmatic e Hart Intercivic, todas ligadas a interesses poderosos do círculo da elite dominante. De fato, pesquisadores do Centro de Políticas de Tecnologia da Informação da Universidade de Princeton demonstraram que em menos de 60 segundos, qualquer pessoa poderia ignorar o bloqueio e substituir o cartão de memória por outro.

Como os pesquisadores no vídeo explicam, "qualquer algoritmo desejado pode ser usado para determinar quais os votos serão roubados e a que candidato ou candidatos serão transferidos os votos roubados."
https://www.rt.com/op-edge/340332-hillary-clinton-elections-social-media/

 






_______

H.I.G. Capital já é alvo da Anonymous no exterior.
Anonymous contra Hart Intercivic, urnas eletrônicas de um modo geral, Operação #StopSoros:
**IT'S NOT JUST SMARTMATIC ANYMORE**
It's Sequoia
It's Dominion
It's Hart InterCivic
It's ES&S
ALL THE MACHINES ARE COMPROMISED.
http://www.legionnet.nl.eu.org/2016/11/operation-stopsoros-2-holdbackthenight.html

 






H.I.G. Capital > Fundação Clinton:
Guccifer 2.0 revelou que a H.I.G. Capital, dono da Hart InterCivic, companhia de urnas eletrônicas, está entre os doadores da Fundação Clinton:
https://guccifer2.files.wordpress.com/2016/06/clinton-foundation-donors-25k.xlsx
https://guccifer2.wordpress.com/2016/10/04/clinton-foundation/

Wikileaks: Smartmatic > Venezuela > Hugo Chávez
https://wikileaks.org/plusd/cables/06CARACAS2063_a.html

 





2008 Processo contra Hart InterCivic por ex-funcionário que era técnico de computadores,
alegando fraude:
http://www.bradblog.com/Docs/Singer_v_HartInterCivic_OriginalComplaint.pdf

2008 Hart InterCivic attempts 'hostile takeover' of Sequoia:
http://www.bradblog.com/?p=5915 - http://archive.is/8jqpP
 







Sequoia Voting Systems
www.sequoiavote.com
Antigo site do sistema de votação, hoje site de downloads de softwares.


 




_______

HIG Capital > Hart InterCivic > Sequoia > Smartmatic

“Hart promises not to compete with Smartmatic in Latin America, the Philippines, and Belgium. In return, Smartmatic promises to grant to Hart a license to use its intellectual property currently found in Sequoia’s machines.”

"Hart promete não competir com Smartmatic na América Latina, Filipinas e Bélgica. Em retorno, Smartmatic promete garantir a Hart lincença para usar sua propriedade intelectual encontrada na máquina Sequoia."

http://www.bradblog.com/Docs/SVSSequoia_v_Hart_Smartmatic_LambDecision_040408.pdf
 


https://www.nist.gov/sites/default/files/documents/itl/vote/SequoiaSmartmaticReport61208.pdf

_______

http://www.zerohedge.com/news/2016-11-03/fbis-white-collar-crime-unit-probing-clinton-foundation

https://www.rt.com/usa/355919-soros-hacked-files-released/

http://www.huffingtonpost.com/art-levine/mia-in-voting-machine-war_b_2054411.html

http://www.huffingtonpost.com/2012/10/23/pro-romney-firm-voting-machines_n_2006697.html

http://www.breitbart.com/texas/2016/10/25/texas-voting-machines-clinton-kaine-straight-republican/

Doam pra partidos políticos, foi alvo de protestos de #Anonymous fora do Brasil pelo fato de não quererem alguém que fabrique urnas eletrônicas, ou seja, em vários meios estão presentes com muito dinheiro já que são bilionários inicialmente... Além de problemas em presídios...

_______

Nos EUA, entre várias outras coisas, HIG Capital atua recebendo dos impostos nos EUA com suas subempresas, pegando contratos dizendo que vão fornecer diversos serviços como atendimento médico, alimento e comunicação nas prisões, lucrando neste grande nicho de mercado que é prender e manter presas pessoas, o que gera lucro pra muitos meios. Só que há diversos processos dizendo que eles não estavam fornecendo o atendimento médico contratado, e pra surpresa das pessoas que sofreram sem só na justiça descobriram que havia um grupo bilionário por trás.
https://www.theguardian.com/us-news/2016/jun/16/us-prisons-jail-private-healthcare-companies-profit

https://bpr.berkeley.edu/2017/01/28/convicts-without-care-how-the-privatization-of-healthcare-in-the-u-s-prison-system-fails-to-protect-inmates-health/

Fornecer serviços médicos na prisão é lucrativo nos EUA porque os prisoneiros fazem parte de uma classe rara de pessoas, que tem o direito constitucional de ter atendimento médico de acordo com a decisão da Suprema Corte em 1976.
The article went on to explain how carceral health care in particular offered a steady revenue stream "because prisoners are a rare class of people who have a constitutional right to medical care," which was mandated in a 1976 US Supreme Court decision.
http://www.truth-out.org/news/item/29809-follow-the-money-invisible-investors-seek-big-bucks-in-mass-incarceration

Mais um setor lucrativo das prisões, nos EUA é impedida a entrada de alimentos e roupas em algumas prisões, permitindo somente a compra através de empresas privadas pré-determinadas, a H.I.G. Capital também está neste meio: https://www.themarshallproject.org/2017/12/20/the-big-business-of-prisoner-care-packages

_______

13 anos de governo PT e o Tecmundo nunca usou como arma seu site contra eles da forma que fez contra @AnonymousBr4sil que nunca administrou dinheiro dos impostos arrancados a força. Falando em dinheiro, é muita grana ganhada nos clicks, anúncios e todo o resto, quem vai abrir pandora...

____________

Épico! @AnonymousBr4sil faz exposed do Grupo NZN/TecMundo: https://www.facebook.com/events/1810194132580569/

Após aviso de exposed do NZN/TecMundo, Facebook censura perfil do fundador da @AnonymousBr4sil coincidentemente: http://www.anonymousbr4sil.net/2017/01/ExposedNZNTecMundo.html

Postado em meu perfil pessoal inicialmente: Converse com quem você considere, esta pessoa pode estar sendo vítima na web de crimes ou querer se envolver no que dá problemas: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=328780114193760&set=pb.100011853222010.-2207520000.1521671813.&type=3&theater

Converse com quem você considere, esta pessoa pode estar sendo vítima na web de crimes ou querer se envolver no que dá problemas: https://www.facebook.com/AnonymousBr4sil/photos/a.332941190125772.79747.332934666793091/1697706516982559/






 





Relato em nossa foto de perfil com assuntos que você deve saber! #NeverForget Facebook removed blue badge and censored profiles on 01/27/2017 of @AnonymousBr4si who was highest authority in the protests of 2013! #SelectivePersecution. While accounts of corrupts convicted by justice remain active and verified: https://www.facebook.com/AnonymousBr4sil/photos/a.332935426793015.79742.332934666793091/1663990760354135/

Na linha do tempo. #NeverForget Facebook removed blue badge and censored profiles on 01/27/2017 of @AnonymousBr4si who was highest authority in the protests of 2013! #SelectivePersecution. While accounts of corrupts convicted by justice remain active and verified: https://www.facebook.com/AnonymousBr4sil/photos/a.332935426793015.79742.332934666793091/1663990760354135/
 



@AnonymousBr4sil recomenda que você nunca acesse os sites da HIG Capital, dona do NZN/TecMundo: https://www.facebook.com/AnonymousBr4sil/photos/a.332941190125772.79747.332934666793091/1698057063614171/ 

Link desta publicação.  Nunca acesse os sites da HIG Capital, dona do NZN/TecMundo/MegaCurisoso: https://www.anonymousbr4sil.net/2018/05/nunca-acesse-os-sites-da-hig-capital.html

#NeverForget Facebook removeu o selo azul e censurou perfis da @AnonymousBr4sil em 27/01/2017: https://www.anonymousbr4sil.net/2018/05/NeverForget.html 

https://plus.google.com/b/108608525870828364000/+AnonymousBr4sil/posts/Xb6rjfriTDa

#StopUrnasEletrônicas Vários vídeos sobre a fraude nas urnas usadas no Brasil: https://www.anonymousbr4sil.net/2015/11/stopurnaseletronicas-varios-videos.html


____________

"Você deve entender que a maior parte dessas pessoas não está pronta para acordar, e muitos são tão inertes, tão dependentes do sistema que vão lutar para protegê-lo" Matrix

"Um símbolo sozinho pode não representar nada, mas se todos se juntam, um símbolo pode significar muito, pode significar a mudança de um pais" V For Vendetta #StopUrnasEletrônicas

#AnonymousBr4sil #TecMundo #NZN #GrupoNZN #Exposed #Leaks #Leaked #Anonymous #Censorship

FBI – Federal Bureau of Investigation Não precisa vir ao BR investigar fake news, dai mesmo dos EUA já podem abrir inquérito contra o HIG Capital. NSA - National Security Agency Central Intelligence Agency (CIA) Donald J. Trump Agência Brasileira de Inteligência - ABIN Polícia Federal - PF Michel Temer #StopUrnasEletrônicas #StopMarcoCivil




Quantos presos tiveram que sofrer pra render U$$ 100 milhões (+ ou - meio bilhão de reais em valores atualizados), preço que o HIG Capital pagou pela NZN e TecMundo? TecMundo fez matéria criminosa contra AnonymousBr4sil que não tem mandato, filho do presidente no dia de protestos em favor do Bolsonaro que pediram AI5, contra Congresso e STF, que ataca quase todas mídias usou o site em seus posts. Ser contra o racismo mas dar visualização pra um site que se capitalizou nesta fortuna em cima do sofrimento do encarceramento em massa que mira negros e latinos, que está sendo denunciado pela Senadora Americana U.S. Senator Elizabeth WarrenMark Pocan e Representative Alexandria Ocasio-Cortez não faz sentido... Interessante que o TecMundo não fez posts dos imóveis da família Bolsonaro, o que o tornaria um alvo da rede Bolsonarista, mas fez do governador de SP João Doria.



---
Atualizada completa: 

Anonymous não defende pedófilos! Anonymous não lucra explorando/lucrando com o sistema prisional americano! Anonymous não persegue cyberativistas! Anonymous não comete fake news, procura analisar tudo antes! Donos do TecMundo são bilionários já atacados por Anonymous de fora do Brasil. Em meio aos protestos contra o racismo este assunto fica ainda mais interessante! Em 2016 fizeram uma reportagem criminosa contra AnonymousBr4sil e seu fundador Fabrício Ferreira e sua esposa Christiane Ferreira que está no Cyberativismo com ele desde 2012, o que gerou diversos problemas e ameaças de morte. Até 2020 não deram direito de resposta. H.I.G. Capital é dona do TecMundo, também são donos da 4ª maior fabricante de urnas eletrônicas do mundo. Nos EUA, únicas pessoas que o governo americano é obrigado a dar atendimento médico, lá não tem SUS pras pessoas como no Brasil, são os presidiários. Existe uma série de empresas terceirizadas que fazem este serviço recebendo impostos do governo americano pra atenderem este povo. No caso, descobrimos que os bilionários donos do TecMundo fornecem serviços médicos nas prisões dos EUA. Só que estão sendo processados por não fornecerem este serviço aos presidiários, tem vários processos neste sentido e já foram alvo de ataques de Anonymous de fora do Brasil.

Lembrando que nos EUA temos uma das maiores populações carcerárias do mundo que gera lucro para muitos setores. Ai pegam a grana dos impostos do governo americano e investem parte dos lucros aqui no Brasil em sites, entre outras coisas, não se deixe enganar! Alimento para as prisões também, enfim, tudo pelo lucro financeiro e aqui no Brasil o assunto passa batido por falta de simples pesquisas na internet da HIG Capital e seus vários tentáculos.

São donos de uma das maiores companhias de sistema de saúde que atende nas prisões. Uma holding com vários negócios. Muitos inocentes já foram para as prisões americanas e continuam indo. Muitas pessoas no Brasil que seguem estes sites nem imaginam que isso acontece, quem são. Corporações privatizaram quase todos setores do sistema público prisional dos EUA, o que também está acontecendo no Brasil por outras empresas que também tem uma das maiores populações carcerárias do mundo. Só nos EUA os presos são grande forma de lucro, o negócio de prender pessoas, quase 2,3 milhões de pessoas encarceradas... Nos EUA pessoas vão pra cadeia por causa de dívidas de US$150 de hospital ou multa de trânsito de US$772 não paga, história abaixo.

Fora do Brasil existe o debate de que grupos bilionários não deveriam lucrar com a miséria de prisioneiros e seus familiares.

Política americana, a Senadora Elizabeth Warren/U.S.   Senator Elizabeth Warren (
https://www.facebook.com/ElizabethWarren/) com político americano também Mark Pocan/  Mark Pocan (https://www.facebook.com/repmarkpocan/) entre outros, estão pedindo para explicarem os papeis destas empresas na consolidação e deterioração da indústria do sistema prisional americano que gera muitos lucros, um negócio de encarceramento em massa. Fornecem serviços de alimentação, médica e de telefonia.

Segundo matéria da Forbes (
https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1174807122907552&id=100011348254639) são serviços de baixa qualidade com alto custo de impostos. Desproporcionalmente mira negros e latino americanos.



#StopWallStreetLootingAct que é uma lei regulamentar essas empresas como lucram e exigir que tenham mais transparência e sejam responsabilizadas pelas dívidas das empresas em seu controle...

Chan Zuckerberg Initiative que é a fundação do Mark dono do Facebook, Whats App e Instagram estão contra o que acontece de abusos no sistema prisional americano. #BlackLivesMatter

"O sistema de Justiça Criminal americano não está quebrado. Está funcionando como foi designado, para perpetuar o racismo sistêmico. Nós devemos continuar a trabalhar por uma reforma da Justiça Criminal e para quebrar barreiras do sistema para a Justiça para a comunidade de cor. Nós defendemos a comunidade negra", foi a mensagem da fundação do Mark postada aqui no Facebook:
https://www.facebook.com/chanzuckerberginitiative/photos/a.554679548015021/1590214954461470/




Senadores e candidata a presidência e outros representantes do Congresso Americano estão contra esse sistema.


Representative Alexandria Ocasio-CortezAlexandria Ocasio-Cortez
enviaram carta para as empresas como HIG Capital, dona do TecMundo, cobrarem preços exorbitantes de material e serviços com altos lucros recebendo dos impostos americanos, dos prisioneiros e de seus familiares, ou sejam, lucram por todos os lados, é um assunto extenso e complexo.

São várias matérias jornalísticas, relatos de pessoas que já foram vítimas desse sistema que inclusive pagaram com a vida, falta de atendimento médico, estão criando leis contra estas práticas.

Leia completo crimes do TecMundo contra #AnonymousBr4sil
https://facebook.com/AnonymousBr4sil/photos/a.332941190125772/3012120142207850/

Crimes do TecMundo contra AnonymousBr4sil, não acesse esse site:
https://www.facebook.com/events/929217837518950/

Prison food is the latest target in a campaign to divest holdings:
https://www.latimes.com/business/story/2019-11-30/prison-food-is-latest-target-in-campaign-to-divest-holdings

How Private Equity Is Turning Public Prisons Into Big Profits:
https://www.thenation.com/article/archive/prison-privatization-private-equity-hig/

Private Equity Executives Should Not Profit From The Misery Of Prisoners And Their Families:
https://www.forbes.com/sites/mayrarodriguezvalladares/2019/10/01/private-equity-executives-should-not-profit-from-the-misery-of-prisoners-and-their-families/#7145deb33edd


Matéria na Forbes da HIG Capital dona do Tecmundo que lucra explorando o sistema prisional americano e investe o dinheiro em vários setores como comprando por R$ 100 milhões o grupo NZN no Brasil 


Members of Congress Investigate Private Equity Firms that Own Companies Providing Prison Services
https://www.prisonlegalnews.org/news/2020/feb/4/members-congress-investigate-private-equity-firms-own-companies-providing-prison-services/

Elizabeth Warren investigates for-profit prison money
https://www.axios.com/elizabeth-warren-for-profit-prisons-private-equity-2574421e-064a-4155-bcb0-733a87636122.html

When Prisoners Are a 'Revenue Opportunity'. As jails install systems that let inmates videochat with "visitors" no matter where they may be, it’s private companies that appear to have the most to gain:

imagem do Senado americano da Senadora Warren sobre HIG Capital que é dona do TecMundo


https://www.warren.senate.gov/newsroom/press-releases/warren-baldwin-brown-pocan-jayapal-colleagues-unveil-bold-legislation-to-fundamentally-reform-the-private-equity-industry

H.I.G. Capital fornece serviços para prisões de 25 condados de Michigan, entre eles Macomb, que chamou atenção internacional por um preso David Stojcevski morrer após sua medicação ter sido cortada. David Stojcevski foi preso por não conseguir pagar uma multa de carro $772 e foi sentenciado a 30 dias de pena. Em 17 dias preso sem medicação teve alucinações, convulsões e morreu: 
https://www.theguardian.com/us-news/2015/oct/11/michigan-david-stojcevski-jail-cell-death-drug-withdrawal

O que está acontecendo nos EUA é que existe um lucrativo sistema prisional, lucrando em cima do racismo, lucrando em cima de pessoas que não conseguem pagar dívidas que no Brasil seriam dívidas com SPC/Serasa, multas de transito e vão para cadeia. #Anonymous #AnonymousBrasil #AnonymousBr4sil

Anonymous não tem donos. Anonymous não é obrigada seguir ideias de qualquer meio que seja. Anonymous é sobre liberdade, não controle de nenhum meio ainda mais de sites de tecnologia. Anonymous não tem comando centralizado. Anonymous não tem sindicato. Anonymous não é igreja pra decidir qual igreja está certa ou errada, em qual Deus seguir. Anonymous é sobre liberdade, não é sobre controle. Se não apoia atividades anonymous assim como movimentos contra corrupção procure um que se identifique com suas ideias. Não é sobre obrigar, oprimir, perseguir, é sobre escolher sem obrigação, sem opressão, sem perseguição. Se não concorda basta seguir seu rumo, tenta a sorte em criar páginas com assuntos relevantes pra conseguir credibilidade, público, apoio, vai se aventurar na internet e suportar o que isso implica... Acima de tudo, Anonymous é sobre coragem em expor ideias, saber debater, refutar, não de forçar ninguém a nada.

#SomosAnonymous e nunca vamos nos render pra nenhuma ameça, não importa qual seja isso desde 2012...

#NeverForget

Site de tecnologia fazendo política e perseguindo página de Cyberativismo que está atuante desde 2012? Só no Brasil mesmo se aproveitam da inocência das pessoas que pensam que estão certos só por ter algo num site conhecido. Engraçado que em 2013 no auge dos protestos tínhamos 1 milhão de likes e o Tecmundo pouco mais de 200 mil, ao invés de assumirem que tem inveja do nosso trabalho, perderam o monopólio Anonymous e não conseguiram de outras formas, inclusive hackeando, nos derrubar, tiveram que em 2016 partir pra outras vias como assassinato de reputações incentivando que o público, já que eles não deram conta, pra tentar nos derrubar e assim nos perseguissem com dados pessoais, ameaças entre outras coisas gravíssimas que extrapolam todos os meios legais indo pra ação direta, pro confronto mesmo no mundo real. Entenda. Crimes do TecMundo contra AnonymousBr4sil, nunca acesse esse site. Donos do TecMundo já foram alvo de Anonymous de fora do Brasil e Wikileaks. Depois de perseguirem @AnonymousBr4sil se tornaram alvo aqui também. Atenção Jair Messias Bolsonaro e Donald J. Trump. Ministério Público Federal - MPF - Ministério Público Federal em São Paulo - Ministério Público do Paraná - MPPR - Polícia Federal - PF - Agência Brasileira de Inteligência - ABIN - João Doria - Ratinho Junior - FBI – Federal Bureau of Investigation - Central Intelligence Agency (CIA)

Denuncia grave de manipulação no Brasil que requer atenção das autoridades e presidentes de um modo geral! Se informem sobre o que está acontecendo! Épico! @AnonymousBr4sil faz exposed do Grupo NZN (NZN Media, NZN Content e NZN Services —, a empresa oferece serviços exclusivos para planejamento e execução de campanhas digitais. Proprietária das verticais TecMundo, VOXEL, The BRIEF, Mega Curioso, Minha Série, Marie Curie, Fika Dika, The Hardware Show, Baixaki e Click Jogos).

É aquela velha história, vai mexer com quem está quieto... A resposta teria que ser a altura. Como eles mesmo se apresentam, 1 em cada 6 internautas no país são alcançados por todo o seu grupo, isto dá pra medirmos a série de transtornos quase que incalculáveis que causaram pra nós ao se tornarem 'fake news' e atravessarem nosso caminho. Recebemos ameaças de morte conforme postado em várias outras oportunidades, pra não dizer outras coisas, de pessoas baseadas em matérias publicadas por este grupo do TecMundo como se fossem 'os deuses da verdade' quando de fato estão expostos como 'fake news original'. Fomos investigar e descobrimos coisas interessantes...

Temos pena, dó, de quem acredita nestes sites que postam conteúdos e dominam em grande parte o cenário da informação de um modo geral no Brasil sem ao menos procurar as pessoas envolvidas no assunto. Isto nos gerou vários problemas.

Não usaram nem os princípios básicos do jornalismo que é de ouvir todas partes antes de publicarem algo, mesmo se tivessem feito isso, não tem o direito de serem policiais anonymous da internet querendo aprisionar nossas ideias, serem juízes ao julgar que não podemos fazer nosso trabalho, desconfiamos que direta ou indiretamente eles agem em conjunto com perfis que sempre foram contra nossas atividades e nos perseguiram criminosamente inclusive de quem defende pedófilos, o que sempre fomos contra, entre outros absurdos que jamais vamos compactuar, como não conseguiram nos parar através destes perfis que tentaram nos chantagear, extorquir, pra ou encerrarmos a página ou passar pra o comando pra alguém que possam estar junto com eles, temos muitos materiais sobre essas pessoas pois fomos investigar mas sempre ignoramos pra não dar views pra grupos de pilantras, partiram pro ataque público em 2016 fazendo matéria criminosa que gerou ameaças de morte, entre outros atos criminosos, contra nós da AnonymousBr4sil, seu fundador Fabrício Ferreira (https://www.facebook.com/F4bric1o) e esposa Christiane Ferreira (https://www.facebook.com/Christi4ne) que é cyberativista com ele na Anonymous desde 2012...

Não se deixem arrastar, procurem as informações das mais variadas formas. Contra fatos/provas não há argumentos e nós estamos preparados! 

Já ouvimos falar de perseguições entre quem pensa diferente politicamente, por governos ditatoriais, entre outras, agora, site de tecnologia perseguir uma conta de internet para nós foi novidade...

Nós Somos @AnonymousBr4sil e não nos escondemos por trás de qualquer site que seja! Respondemos por nossas atividades e sempre estamos preparados pra qualquer coisa que seja, de longa data... Aqui não é 'fofoca news', aqui não é 'fake news', aqui é @AnonymousBr4sil e sempre será! Uma marca da internet que sempre estará disponível pra qualquer ser que seja!

Nós conquistamos nosso espaço na internet com muita luta, com muita dedicação, não veio de graça, pagamos um alto preço dedicando nosso tempo pra ser algo relevante com milhares de conteúdos publicados, ajuda pra outras páginas e trabalhos, entre vários outros feitos... Ao público, nunca foi sabido que Fabrício havia criado AnonymousBr4sil pois nunca nos importamos com isso, mas nos bastidores, pras pessoas que nos pediam ajuda de compartilhamento, pra crescer outras páginas, essas pessoas sabiam que aqui sempre foi e sempre será do Fabrício que nunca aceitou interferência de nenhum meio e nem vai se render, por achar que não tinha mais nada a perder em 2012 que criou a página. Pai executado aos 8 anos em 1994, mãe sequestrada aos 17, tudo com este mesmo modus operandi, grupos criminosos que se articulam pra tomar algo, no caso foi da herança milionária do Felício do Ferro Velho Triângulo morto executado em 1994 de onde o Fabrício foi tirado a força, com violência com a mãe, entre outros abusos onde até hoje busca por Justiça. #NeverForget

A máscara é por questões de ideologia, mudar o mundo da nossa maneira, leia nossa foto de perfil pra entender melhor...

Desde 2012 na internet e nunca fomos processados pelos partidos e políticos de um modo geral por nossas atividades, nunca cometemos fake news contra políticos, nunca nos foi pedido um direito de resposta pois não precisou chegar nesse ponto pois sempre mostramos as diferentes vozes de uma democracia, sempre soubemos os limites de se trabalhar com informações, algo que o TecMundo contra nós não fez...

Nós sempre fazemos nosso dever de casa e ao tomarem medidas pra se tornarem fake news contra @AnonymousBr4sil entraram por um caminho sem volta.

Grupo @nzn.io e @tecmundo deveriam ter esperado por @AnonymousBr4sil antes de se tornarem ‘fake news’ e atravessarem o nosso caminho!

O Site terrorista do Tecmundo que não conseguiu nos vencer no talento, na arte, apelou pra inventar coisas e nem nos dar o direito de falar jogando pra geral da internet fazer justiça com as próprias mãos até mesmo tentando invadir moradia de pessoas aqui da página, entregar produtos que não foram pedidos e se não fosse os porteiros barrarem entrada sabe-se lá o que poderia de pior ter acontecido, tudo em virtude deles esqueirarem um assunto mentiroso.

Autoridades devem estar atentas pra este alerta, nossa página nunca vai se render ao terror do Tecmundo ou qualquer outro site invejoso que tenta controlar Anonymous e nós nunca vamos admitir que nenhum meio tente tal feito pois ninguém pode assumir como se donos fosse a Anonymous pois se trata de liberdade, não de controle.

Alerta pra quem apoia AnonymousBr4sil que está na web desde 2012 e quem mais possa interessar! Nunca acesse sites do TecMundo! Desde 2016 perseguem criminosamente a AnonymousBr4sil com matérias sem provas, acusações sem sentido entre várias outras coisas que nos geraram problemas, ameaças de morte, gente estranha querendo entrar onde estávamos, não fosse a Portaria barrar nem sabemos o que teria acontecido, encomendas que não pedimos, enfim, foram momentos de terror até descobrimos que por causa de matérias mentirosas/criminosas da Tecmundo contra nós é que pessoas por conta própria agiram como jagunços/justiceiros tentando fazer 'justiça com as próprias mãos' no mundo real e virtual. O fato de ter uma matéria no Tecmundo os faz pensar que tudo é verdade e saem tomando medidas de ação direta sem pensar nos desdobramentos que isso pode causar.

O caso da Ana Hickmann onde um obsessor achava que tinha direitos sobre ela e a vida dela, resolveu tomar suas próprias ações e tirar satisfações, resultou em morte e processo é um caso semelhante. No Guarujá mentiras levaram a linchamento e morte de dona de casa após várias pessoas resolverem por ação direta lixar a vítima que tinha problemas mentais. Em breve maiores detalhes mas pra resumir é isso, um grupo que não manda em nossa página nem nunca vai mandar resolve usar sua estrutura bilionária de poder pra jogar a gente pros leões, literalmente falando e está ficando por isso mesmo até que autoridades tomem providências pra este que é um atentando contra a liberdade de expressão, contra os direitos humanos básicos como o da comunicação e defesa, entre outros.

Crescemos sem este site, levamos milhões nas ruas sem nem ouvir falar que existiam e depois de anos apenas que resolveram se mexer, falassem antes quando eramos pequenos, não? Depois geral quer tirar casquinha, assumir nossos postos, enfim, querem dominar o cenário gamer/tec/hack sem nós no caminho, tudo uma concorrência desleal. Concorrência que pode matar se não aceitam os diferentes no melhor estilo Cidade De Deus o filme onde se faz de tudo pra dominar o território do outro, só que na internet...

Entenda: desde a fundação da página em 2012 o TecMundo nunca falou sobre nossa página e seu fundador. Em 2013, milhões de pessoas foram protestar e depois de nossa influência e venda do TecMundo pra HIG Capital iniciaram uma verdadeira perseguição/inquisição como se a gente não pudesse tratar sobre Anonymous e devíamos fechar a página.

Importante anotar que eles apenas tomaram as rédeas de um procedimento que vários perfis tentaram contra o fundador da AnonymousBr4sil numa de extorsão/ameaças mesmo, ou passa a página ou vamos te expor...

Dai o fundador resolveu correr o risco e fez seu próprio exposed contando ao público sobre sua vida. O apoio do público nas causas continuou independente disso. Ai aumentou a perseguição, o Facebook tirou o selo de verificado da página menos de 30 dias após vídeo com áudio de um texto antigo, o que anularia depois disso as chances de outro grupo hacker assumir nossa página e se passar por nós, já que as pessoas já estavam sabendo quem a gente era e não ia colar apagar todos posts e continuar como se nada tivesse nunca acontecido... Enfim a história é longa, mas é de mais um meio que não admite ser contrariado por qualquer meio que seja e que jamais vão admitir nossa influência e propósitos, vão tentar de todas maneiras nos tirar do jogo...

-----

O poder e influência de quem nos persegue não está acima do que fazemos. Quem segue o dinheiro e busca a verdade através de pesquisas e das próprias fontes não se deixa enganar, não vira robozinho na mão do sistema, não vai pela pilha dos outros, não anda pela cabeça dos outros como piolho. Não se deixe enganar!

Quem busca as informações verdadeiras e não se deixa enganar pelo fake news já sabe quem eles são assim como suas agendas pro Brasil e pro mundo...

----

Abaixo o que descobrimos dos donos do Tecmundo que são bilionários e controlam muitos setores em alguns países.

#HartIntercivic > #Sequoia > #Smartmatic

“Hart promises not to compete with Smartmatic in Latin America, the Philippines, and Belgium. In return, Smartmatic promises to grant to Hart a license to use its intellectual property currently found in Sequoia’s machines.”

"Hart promete não competir com Smartmatic na América Latina, Filipinas e Bélgica. Em retorno, Smartmatic promete garantir a Hart licença para usar sua propriedade intelectual encontrada na máquina Sequoia."

Decisão judicial da Corte Delaware: 
https://www.bradblog.com/Docs/SVSSequoia_v_Hart_Smartmatic_LambDecision_040408.pdf

Aviso do sistema de contagem de votos dos EUA #Sequoia e Smartmatic ligados ao governo Venezuelano de Hugo Chavez: 
https://www.nist.gov/sites/default/files/documents/itl/vote/SequoiaSmartmaticReport61208.pdf

RT O fato é que quase todas as máquinas de votação eletrônica são projetadas e fabricadas por empresas como ES&S (de Warren Buffett), Dominion (anteriormente Diebold), Smartmatic e Hart Intercivic, todas ligadas a interesses poderosos do círculo da elite dominante. De fato, pesquisadores do Centro de Políticas de Tecnologia da Informação da Universidade de Princeton
demonstraram que em menos de 60 segundos, qualquer pessoa poderia ignorar o bloqueio e substituir o cartão de memória por outro. Como os pesquisadores no vídeo explicam, "qualquer algoritmo desejado pode ser usado para determinar quais os votos serão roubados e a que candidato ou candidatos serão transferidos os votos roubados.": 
https://www.rt.com/op-edge/340332-hillary-clinton-elections-social-media/

Conexão de GeorgeSoros com as urnas eletrônicas e depois se informe sobre o #StopSoros e como ele movimenta vários meios ao redor do planeta.

Smartmatic é de propriedade de Lord Mark Malloch-Brown. Ele está ligado a Soros através da Open Society Foundation, uma organização que concede subsídios a organizações da sociedade civil ao redor do mundo. Malloch-Brown faz parte do Conselho Global da Open Society.

Lord Mark Malloch-Brown fez parte do Comitê Consultivo Soros sobre a Bósnia em 1993-94, formado por George Soros. Desde então manteve relações cordiais com Soros, e alugou um apartamento de propriedade de Soros enquanto trabalhava em Nova York em missões da ONU. Em maio de 2007, o Soros Quantum Fund anunciou a nomeação de Sir Mark como vice-presidente.

Em setembro de 2007, o Observer relatou que tinha renunciado a esta posição para ser ministro do governo no Reino Unido. Também em maio de 2007, Malloch Brown foi nomeado vice-presidente da Soros Fund Management e do Open Society Institute, duas outras organizações importantes de Soros.

Malloch Brown é um membro do Comitê Executivo do International Crisis Group, e teve um papel fundamental em sua fundação em 1993-5.

Malloch Brown tornou-se presidente do conselho de administração da SGO Corporation Limited, uma holding cujo principal ativo é a tecnologia eleitoral e fabricante de máquinas de votação Smartmatic, em 2014: https://en.wikipedia.org/wiki/Mark_Malloch_Brown,_Baron_Malloch-Brown

#HIGCapital > #NZN > #Tecmundo#Baixaki#Superdownloads
https://higcapital.br.com/portfolio/company/316

Venda do Grupo NZN – 11 sites – ultrapassou a casa dos US$ 100 milhões!!!

“A gente sempre teve um número na cabeça e nunca nenhuma proposta tinha atingido esse patamar”, justifica Barthel. Além de ter chegado ao valor ideal, o fundo norte-americano H.I.G. Capital apresentou um plano para expandir o NZN junto com a proposta de compra.

“Tinha o sonho de deixar minha marca e a proposta do H.I.G. foi a que mais me deu segurança de que o NZN não acabaria tão cedo”, comenta.

“Deixei o cargo de CEO em julho de 2015. Em dezembro, tive um ataque de pânico em casa enquanto assistia a um seriado na TV”, conta. O diagnóstico? Transtorno de ansiedade generalizada, que os médicos conhecem por TAG, por conta da mudança repentina na rotina. Para resumir: depois de 15 anos se dedicando integralmente à empresa que criou, o cérebro e o corpo de Barthel não estavam conseguindo se adaptar à nova situação. “Fiz um tratamento de seis meses para conseguir superar. Quando você começa a compreender o que está acontecendo, o lado irracional deixa de atuar.”: 
https://glamurama.uol.com.br/gui-barthel-o-empreendedor-que-ganhou-r-100-milhoes-so-com-o-baixaki/

----------------------

Ligações com urnas eletrônicas

Sobre a H.I.G. Capital, Tecmundo e Urnas Eletrônicas:

Portfolio da H.I.G. Capital: Grupo NZN
HIG Capital > NZN > Tecmundo/Baixaki/Superdownloads
https://higcapital.com/portfolio/company/316

Grupo NZN: Tecmundo, Baixaki, Superdownloads, Click Jogos, Em Resumo, Minha Série, Mega Curioso, TecMundo Games, Não Entre Aki, Jogos de Meninas, Joguinhos, Robô Laranja, ReXposta, QuizPop: https://pt.wikipedia.org/wiki/Grupo_NZN

2012 - Grupo NZN, que controla o site Baixaki compra site Superdownloads, seu principal concorrente
https://exame.abril.com.br/pme/baixaki-compra-site-superdownloads

2014 - H.I.G. Capital conclui investimento estratégico no Grupo NZN e na Click Jogos. H.I.G. Capital, um dos principais fundos de private equity do mundo, anunciou hoje que sua afiliada no Brasil
completou com sucesso investimentos estratégicos no Grupo NZN ("NZN") e na Click Jogos ("CJ"), duas das maiores empresas
de mídia digital do Brasil. Como parte da operação, a NZN e CJ farão a fusão de suas operações.
https://tibahia.com/tecnologia_informacao/conteudo_unico.aspx?c=NEWS_NEG&fb=B_FULL&hb=B_CENTRA&bl=LAT1&r=NEWS_NEG&nid=29921

2014 - O grupo NZN recebeu um aporte do fundo H.I.G. Capital para consolidar a fusão com o Click Jogos. “Tivemos uma afinidade de cara com a equipe do fundo”, conta Barthel. Segundo a empresa, o fundo ainda teria 15 bilhões de dólares em caixa para futuros aportes. Um dos mercados de interesse seria o de educação: 
https://exame.abril.com.br/pme/dona-do-baixaki-compra-click-jogos-e-pensa-em-ipo-na-nasdaq/

Venda do NZN 2014: mas a estimativa é que a venda do Grupo NZN ultrapassou a casa dos US$ 100 milhões. “A gente sempre teve um número na cabeça e nunca nenhuma proposta tinha atingido esse patamar”, justifica Barthel. Além de ter chegado ao valor ideal, o fundo H.I.G. Capital apresentou um plano para expandir o NZN junto com a proposta de compra: 
https://glamurama.uol.com.br/gui-barthel-o-empreendedor-que-ganhou-r-100-milhoes-so-com-o-baixaki

2012: Fundo H.I.G. Capital abre escritório no Rio de Janeiro
https://veja.abril.com.br/economia/fundo-h-i-g-capital-abre-escritorio-no-rio-de-janeiro/

H.I.G. Capital > Hart InterCivic
https://higcapital.com/portfolio/company/316

Conselho de Administração e Propriedade:
Em julho de 2011, Hart recebeu o que Hart descreveu como "um investimento estratégico" da H.I.G. Capital, em uma transação que os consultores de Hart chamaram de uma "aquisição".

A partir de outubro de 2012, o Conselho tem cinco membros: Gregg Burt, Presidente; Phillip Braithwaite, Diretor Presidente;
Neil Tuch, Diretor Gerente, H.I.G. Capital; Jeff Bohl, Diretor, H.I.G. Capital; E Amanda Kalin, Associada, H.I.G. Capital.
HIG controla 3 de 5 lugares no conselho.

Dois dos diretores da H.I.G. que trabalham para HIG, Neil Tuch e Jeff Bohl, já fizeram contribuições para campanhas presidenciais - Neil Tuch contribuiu tanto para as campanhas de Obama e Mitt Romney antes do investimento da HIG em Hart InterCivic e Jeff Bohl contribuiu para a campanha de Romney em 2011.

Em outubro de 2012, a H.I.G. é o 11º contribuintes de Romney.
H.I.G. tem a Solamere Capital como um investidor menor em um de seus fundos.

Solamere Capital é uma empresa de investimento fundada pelo filho de Mitt Romney, Tagg Romney, e Spencer Zwick, Finanças de campanha presidencial de Mitt Romney em 2012. O irmão de Mitt Romney, Scott, e a esposa de Mitt Romney, Ann e o próprio Mitt Romney investiram. E que é dirigido por Tagg Romney.
Solamere não é investido na especificidade H.I.G. que tem um investimento na Hart InterCivic.

https://en.wikipedia.org/wiki/Hart_InterCivic

https://higcapital.com/team

Empresas como a ES&S, Dominion (anteriormente Diebold ou Sequoia), Smartmatic e Hart Intercivic fazem a maioria das máquinas de votação eletrônica. Três dos cinco membros da diretoria da Hart Intercivic são membros da diretoria da HIG Capital, uma empresa global de private equity que fez um
investimento significativo na empresa de máquinas de voto: 
https://www.huffingtonpost.com/judy-frankel/the-black-box-voting-mach_b_8082384.html

O fato é que quase todas as máquinas de votação eletrônica são projetadas e fabricadas por empresas como ES&S (de Warren Buffett), Dominion (anteriormente Diebold), Smartmatic e Hart Intercivic, todas ligadas a interesses poderosos do círculo da elite dominante. De fato, pesquisadores do Centro de Políticas de Tecnologia da Informação da Universidade de Princeton
demonstraram que em menos de 60 segundos, qualquer pessoa poderia ignorar o bloqueio e substituir o cartão de memória por outro. Como os pesquisadores no vídeo explicam, "qualquer algoritmo desejado pode ser usado para determinar quais os votos serão roubados e a que candidato ou candidatos serão transferidos os votos roubados."
https://www.rt.com/op-edge/340332-hillary-clinton-elections-social-media/

Pesquise por #StopUrnasEletrônicas:
https://www.facebook.com/watch/AnonymousBr4sil/432079996983333/

Universidade de Princeton (EUA) analisa urna Diebold:
https://www.facebook.com/AnonymousBr4sil/videos/952665144820037/

H.I.G. Capital já é alvo da Anonymous no exterior.
Anonymous contra Hart Intercivic, urnas eletrônicas de um modo geral, Operação #StopSoros:
**IT'S NOT JUST SMARTMATIC ANYMORE**
It's Sequoia
It's Dominion
It's Hart InterCivic
It's ES&S
ALL THE MACHINES ARE COMPROMISED: 
https://www.legionnet.nl.eu.org/2016/11/operation-stopsoros-2-holdbackthenight.html

H.I.G. Capital > Fundação Clinton:
Guccifer 2.0 revelou que a H.I.G. Capital, dono da Hart InterCivic, companhia de urnas eletrônicas, está entre os doadores da Fundação Clinton:
https://guccifer2.files.wordpress.com/2016/06/clinton-foundation-donors-25k.xlsx

https://guccifer2.wordpress.com/2016/10/04/clinton-foundation/

Wikileaks: Smartmatic > Venezuela > Hugo Chávez
https://wikileaks.org/plusd/cables/06CARACAS2063_a.html

2008 Processo contra Hart InterCivic por ex-funcionário que era técnico de computadores, alegando fraude:
https://www.bradblog.com/Docs/Singer_v_HartInterCivic_OriginalComplaint.pdf

2008 Hart InterCivic attempts 'hostile takeover' of Sequoia:
https://www.bradblog.com/?p=5915 -

https://archive.is/8jqpP

Sequoia Voting Systems:
www.sequoiavote.com

Antigo site do sistema de votação, hoje site de downloads de softwares.

HIG Capital > Hart InterCivic > Sequoia > Smartmatic

“Hart promises not to compete with Smartmatic in Latin America, the Philippines, and Belgium. In return, Smartmatic promises to grant to Hart a license to use its intellectual property currently found in Sequoia’s machines.”

"Hart promete não competir com Smartmatic na América Latina, Filipinas e Bélgica. Em retorno, Smartmatic promete garantir a Hart lincença para usar sua propriedade intelectual encontrada na máquina Sequoia.": 
https://www.bradblog.com/Docs/SVSSequoia_v_Hart_Smartmatic_LambDecision_040408.pdf

https://www.nist.gov/sites/default/files/documents/itl/vote/SequoiaSmartmaticReport61208.pdf

Conexão de Soros com as urnas eletrônicas:

Smartmatic é de propriedade de Lord Mark Malloch-Brown. Ele está ligado a Soros através da Open Society Foundation, uma organização que concede subsídios a organizações da sociedade civil ao redor do mundo. Malloch-Brown faz parte do Conselho Global da Open Society.
https://mobile.businessinsider.com/george-soros-connection-to-voting-machines-2016-10

Lord Mark Malloch-Brown fez parte do Comitê Consultivo Soros sobre a Bósnia em 1993-94, formado por George Soros. Desde então manteve relações cordiais com Soros, e alugou um apartamento de propriedade de Soros enquanto trabalhava em Nova York em missões da ONU.

Em maio de 2007, o Soros Quantum Fund anunciou a nomeação de Sir Mark como vice-presidente.

Em setembro de 2007, o Observer relatou que tinha renunciado a esta posição para ser ministro do governo no Reino Unido.

Também em maio de 2007, Malloch Brown foi nomeado vice-presidente da Soros Fund Management e do Open Society Institute,
duas outras organizações importantes de Soros.

Malloch Brown é um membro do Comitê Executivo do International Crisis Group, e teve um papel fundamental em sua fundação em 1993-5.

Malloch Brown tornou-se presidente do conselho de administração da SGO Corporation Limited, uma holding cujo principal ativo é a tecnologia eleitoral e fabricante de máquinas de votação Smartmatic, em 2014.
https://en.wikipedia.org/wiki/Mark_Malloch_Brown,_Baron_Malloch-Brown

https://www.theguardian.com/us-news/2016/jun/16/us-prisons-jail-private-healthcare-companies-profit

https://www.zerohedge.com/news/2016-11-03/fbis-white-collar-crime-unit-probing-clinton-foundation

https://www.rt.com/usa/355919-soros-hacked-files-released/

https://www.huffingtonpost.com/art-levine/mia-in-voting-machine-war_b_2054411.html

https://www.huffingtonpost.com/2012/10/23/pro-romney-firm-voting-machines_n_2006697.html

--

Oitavo dia seguido de protestos nos EUA contra este sistema de manipulação e justamente em ano eleitoral podem ser muitos desdobramentos... por conta destes meios que lucram ao manter pessoas presas e depois saem gastando essa grana dos impostos americanos comprando sites aqui no Brasil onde até o fundador se espantou com o alto preço e investimento, também pudera, quantos presos são necessários pra render R$ 100 milhões de reais? Vai vendo...

----

Concorrência mata! Sei bem disso, senti na pele! Sou filho de Felício Moraes dos Santos, um dos poucos negros ricos da cidade que entrava até sujo nos lugares da alta, iniciou catando ferro velho/lixo em Uberlândia, se tornou uma das pessoas mais ricas da cidade, várias pessoas sabem disso, até que em 1994 foi executado em 1994 quando eu tinha 8 anos. Foi filmado, passou na TV 'foi executado um dos maiores comerciantes...' e já na mesma noite um grupo de pessoas invadiu a casa dele e nunca mais saíram, estão lá até hoje. Depois sequestraram minha mãe quando eu tinha 17 anos e nos jogaram pra morar literalmente na rua, fomos pra um acampamento de sem teto mesmo em meio a tantas riquezas, imóveis, maior e melhor até hoje ponto de ferro velho onde está
um ex-vereador que já foi preso por outro crime, entre outros abusos.

Na época fui tentar buscar direitos, fui ilegalmente sem provas acusado injustamente de crimes que não tinha cometido, espancado pela Polícia Civil e Polícia Militar, na época não entendia, com 19 anos, mas anos depois descobri que era um cala a boca se 'mexer com a herança vai ser pior, vamos te prender, jogar 15 anos na cadeia ou te matar', ai deixei de lado.

Fui viciado em Crack, passei fome, frio, sede, catei lixo na rua pra comer, catei lixo pra vender latinha pra ter algum dinheiro, até que fui pra uma Casa de Recuperação de um Pastor policial aposentado. Fiquei 1 ano internado, 6 meses nessa e 7 em outra e fiz dali a base pra minha vida, trabalhei esfregando
chão com muito orgulho sempre querendo dar a volta por cima, tirei CNH, enfim...

Até que em 2012 fui tentar novamente questões de herança, novamente fui preso ilegalmente, desta vez sem violências físicas só acusação mesmo que não resultaria em nada pois não havia crimes, ai por ficar sem tomar água como devia, fiquei 1 mês e meio internado no hospital, demorou isso tudo pra fazer uma tomografia, vi gente morrer lá, semelhante ao que algumas pessoas
estão passando agora em 2020 no coronavírus, ai foi quando em resolvi me envolver em Anonymous, mas como estava cheio de pilantras, gente com preconceito contra o Rafael Lisboa por ser Nordestino, eu sou filho de uma que chegou na cidade pobre, sem nada, fugiu do Maranhão cansada de abusos e foi amparada por meu pai com emprego e depois 3 filhos, um nasceu morto ou foi dado pra alguém, não sabemos a verdade, gente contra o Rafael Lisboa atacando ele pela forma como ele conversa, sotaque local, contra a menina do refrigerante por ser 'gorda', muitas coisas mesmo, só pilantras que naquele tempo não aceitava outras pessoas e tinha muitas páginas do chamado 'humor negro', a internet era diferente naquele tempo, gente que depois defenderia pedófilos, o abuso infantil deve ser combatido sempre, com papo que não podem ser presos e tudo mais, resolvi arriscar, sozinho e criei em Julho de 2012 a @AnonymousBr4sil com várias ideias pra colocar em prática e ter uma história própria pra não surfar na aba de Anonymous, mesmo sem condições naquele momento, conheci pessoas maravilhosas que me ajudaram em muita coisas como produzir conteúdo de qualidade, original, era dia e noite pois precisava ficar sempre tomando água e ir ao banheiro e não podia trabalhar com dores, até que conheci minha esposa pela internet, a gente e falava e produzia posts legais e disse pra ela que meu sonho era fazer desta página uma das maiores e melhores do Facebook, fui embora pra Santos em 2013 e depois de dezenas de milhares de posts depois a #AnonymousBr4sil foi a maior autoridade nos protestos de Junho de 2013, o que despertou o ódio ainda maior de quem não conseguiu nos derrubar nas ideias, nas propostas, gente que tentou fazer pages e fracassou, gente que seria presa depois por explodir coisas, um problema danado, sempre guardei calado, nunca expus ao público pois não vou dar views pra pilantras, até que em 2016 o TecMundo fez matéria covarde, criminosa, sem provas, como se fossem policiais anonymous, juizes anonymous e promotores anonymous, como se donos fossem da anonymous, o que nunca serão.

Puro ódio mesmo da página ser top de linha, do público curtir, ai inventaram coisas sem provas, gente veio na porta de onde moro querendo invadir, sorte que a portaria não permitiu, gente enviando coisas que não pedimos, cadastrando eu em sites que não pedi, divulgaram meus dados,
no melhor estilo milícia virtual mesmo, bem organizados, cada um fazendo sua parte sempre com o 'ou passa a página pra gente ou vamos continuar o ataque', tem companheira candidata a prefeita de Praia Grande, muita coisa da pesada mesmo.

Ai, a quarentena digamos assim que eu já tinha me imposto por questão de saúde, foi estendida também pois dali em diante passei a ser perseguido nas ruas, onde ia, o que me fez por outros motivos deixar de frequentar muitos lugares, ver gente armando coisas, ai quando começamos a jogar o celular na cara literalmente saiam de perto, justiceiros no mundo real armando,
enfim, tudo por conta dessa perseguição... Grandes infuencers andam com seguranças, a gente não tem dinheiro para isso...

Fomos olhar o que era esse 'TecMundo' que pra nós não era nada e descobrimos que era um site que foi comprado por valor altíssimo que espantou até os donos, e está ai, lucram nos EUA explorando o sistema prisional americano contra negros, latinos e pobres, investem lucros aqui no Brasil nesses sites, em fabricante de urnas eletrônicas, então resolvemos fazer vídeo com as próprias vozes pra contar história...

Menos de 1 mês depois o Facebook me enviou e-mail dizendo que o selo azul de verificado dado 3 anos antes tinha sido um erro, o que nem existia quando criei a página e nunca solicitamos, foi dado pelo Facebook em 2014 após o #StopMarcoCivil, o que também já tinha me gerado muitas ameaças, o Face sabe, e isto, nossas vozes, retirou as chances de outro grupo hackear nossa conta e assumir nosso trabalho já que as pessoas não acreditariam mais se outras pessoas assumissem a página por isso...

E assim foi, nunca vamos dar voz, vez e ouvidos pra quem pra nós nem devia se arriscar na internet já que tem condutas reprováveis na sociedade como chantagear com fotos/nudes de ativista advogada pelada no melhor estilo revenge porn pra uso político em chantagem para passar acesse de páginas que fez até ela desistir desse meio, envolvimentos com coisas que dizem não ter pois fomos investigar, temos milhares de prints, quase 20 mil, provando e estamos prontos para entregar a Justiça caso solicitem um dia, então, muitas pessoas nos perseguem pois pensam que por ter algo nesse TecMundo e outras mídias que dão espaço pra esse tipo de gente acham estarem certos e eu nunca vou me render para ameaças, já senti na pelo o sofrimento e sei o trabalho que tive para estar onde estou. Concorrência mata... quando colocada em prática por pilantras que já me ameaçaram quebrar minhas pernas, tem no inbox pessoal muita coisa, nos comentários banidos, tudo com provas...

Ai agora estamos nessa ai, vamos esperar um dia instituições e autoridades
entrarem no caso para resolvermos isso pois não podemos continuar nessa
situação para sempre... tudo ódio, inveja, ataques sem provas

Eu criei páginas em prol de um mundo mais justo e melhor para todos, já outras pessoas usaram tempo, energia, pra me combater e não conseguiram, nem pra hackear nem nada, um grande grupo que sabe-se lá reais intenções, quem banca, quem incentiva, pois existe uma articulação muito forte, não é nada orgânico, é tudo programado....

--

Selo azul de verificados e censura do Facebook:
https://www.facebook.com/AnonymousBr4sil/photos/a.332935426793015/1750637221689488/

Experiência da @AnonymousBr4sil pelo seu fundador: https://www.facebook.com/AnonymousBr4sil/videos/1260374527382429/

Em texto, experiência da AnonymousBr4sil por seu fundador:
https://www.facebook.com/AnonymousBr4sil/photos/a.332941190125772/1080786715341212/

Sobre o assassinato do meu pai, anos depois o GAECO comprovaria que existe um grupo organizado de matadores de aluguel, empresários, advogados, entre outros que dominam os pontos dos outros que geram dinheiro, matam e tudo mais, no melhor estilo como ocorre no Rio de Janeiro com milícias como nos filmes Tropa de Elite e Cidade de Deus, mais de mil pessoas foram presas e até cabeça de Promotor tinha preço por policial matador que foi pra cadeia também:
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=722980541440380&set=a.113200439085063&type=3

Primeiro lugar de autoridade 19 de junho de 2013. Como os protestos de São Paulo em junho de 2013 evoluíram para caráter nacional. Ativismo nas redes sociais: uma análise preliminar da participação do AnonymousBrasil no Facebook durante as manifestações de junho de 2013. Resumo. Diversas manifestações aconteceram em junho de 2013 no Brasil. Da mesma
forma que o movimento e as pautas foram evoluindo ao longo do mês, transformando a questão local do passe livre em São Paulo em um protesto de caráter nacional, o uso da Internet e, principalmente, dos sites de redes sociais também foram ganhando fôlego ao longo deste processo, destacando-se as ações de grupos independentes na rede Facebook. O presente trabalho analisa como a participação nesse site de uma dessas entidades, o #AnonymousBrasil, evoluiu desde o início das manifestações até chegar ao primeiro lugar de autoridade no dia 19 de junho de 2013: https://www.facebook.com/AnonymousBr4sil/photos/a.1661795273907017.1073741848.332934666793091/1860422577377618/

Notícia 20/06/2013: Ativo no Facebook, Anonymous assume liderança das manifestações pelo Brasil. Hackativistas crescem abruptamente na rede social e ditam novas diretrizes. Anonymous assumiram uma espécie de liderança (ou, ao menos, servindo de referência) nas manifestações que ocorrem pelo Brasil afora. Eles já faziam parte dos protestos contra o preço das passagens, mas, depois que a meta de redução da tarifa foi atingida e deixou de ser a “força motriz” das passeatas, eles assumiram de vez a dianteira ideológica.

Prova disso é a fanpage principal do #Anonymous no Facebook, que teve uma guinada explosiva nos últimos dias.

O crescimento semanal de curtidas, segundo as estatísticas da página, pulou de 7.000 a 8.000 por semana para cerca de 130 mil.

Eram 400 mil fãs na semana passada — hoje, são quase 850 mil. A página, alimentada frequentemente, tem muitos posts por dia.

Eles englobam a manifestação pela redução da tarifa do transporte público, já efetuada pelos governantes, mas também criticam corrupção, erros de governo, repressão e injustiças do tipo: https://www.facebook.com/332934666793091/photos/p.2536609409758928/2536609409758928/

---

Quanto mais presos, maior o lucro. Entenda como funciona este sistema
que lá nos EUA gera lucro para muitas empresas de longa data que está
sendo implantado no Brasil. Perigo do modelo de prisão em MG é o encarceramento em massa, alertam especialistas: "Para quem investe em determinado produto, no caso o produto humano, será interessante ter cada vez mais presos." Existem no mundo aproximadamente 200 presídios privados, sendo metade deles nos Estados Unidos.

O modelo começou a ser implantado naquele país ainda nos anos 1980, no governo Ronald Reagan, seguindo a lógica de aumentar o encarceramento e reduzir os custos, e hoje atende a 7% da população carcerária do país. O modelo também é bastante difundido na Inglaterra – lá implantado por Margareth Thatcher. O slogan do complexo penitenciário de Ribeirão das Neves é “menor custo e maior eficiência”, mas especialistas questionam sobretudo o que é tido como “eficiência”. Para Robson Sávio, coordenador do Núcleo de Estudos Sociopolíticos (Nesp) da PUC-Minas e membro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, esta eficiência pode caracterizar um aumento das prisões.

Bruno Shimizu e Patrick Lemos Cacicedo, coordenadores do Núcleo de Situação Carcerária da Defensoria Pública de São Paulo, questionam a legalidade do modelo. Para Bruno, “do ponto de vista da Constituição Federal, a privatização das penitenciárias é um excrescência”, totalmente inconstitucional, afirma, já que o poder punitivo do Estado não é delegável. “Acontece que o que tem impulsionado isso é um argumento político e muito bem construído.

Primeiro se sucateou o sistema penitenciário durante muito tempo, como foi feito durante todo um período de privatizações, (…) para que então se atingisse uma argumentação que justificasse que estes serviços fossem entregues à iniciativa privada”, completa. Laurindo Minhoto, professor de sociologia na USP e autor do livro “Privatização de presídios e criminalidade”, afirma que o Estado está delegando sua função mais primitiva, seu poder punitivo e o monopólio da violência. O Estado, sucateado e sobretudo saturado, assume sua ineficiência e transfere sua função mais básica para empresas que podem realizar o serviço de forma mais “prática”. E esta forma se dá através da obtenção de lucro.

Patrick afirma que o maior perigo deste modelo é o encarceramento em massa. Em um país como o Brasil, com mais de 550 mil presos, quarto lugar no ranking dos países com maior população carcerária do mundo e que em vinte anos, entre 1992-2012, aumentou esta população em 380%, segundo dados do DEPEN, só tende a encarcerar mais e mais. Nos Estados Unidos, explica, o que ocorreu com a privatização deste setor foi um lobby fortíssimo pelo endurecimento das penas e uma repressão policial ainda mais ostensiva. Ou seja, começou a se prender mais e o tempo de permanência na prisão só aumentou. Hoje, as penitenciárias privadas nos EUA são um negócio bilionário que apenas no ano de 2005 movimentou quase 37 bilhões de dólares. Nos documentos da PPP de Neves disponíveis no site do governo de Minas Gerais, fala-se inclusive no “retorno ao investidor”, afinal, são empresas que passaram a cuidar do preso e empresas buscam o lucro. Mas como se dá este retorno? Como se dá este lucro? Um preso “custa” aproximadamente R$ 1.300,00 por mês, podendo variar até R$ 1.700,00, conforme o estado, numa penitenciária pública. Na PPP de Neves, o consórcio de empresas recebe do governo estadual R$ 2.700,00 reais por preso por mês e tem a concessão do presídio por 27 anos, prorrogáveis por 35.

Hamilton Mitre, diretor de operações do Gestores Prisionais Associados (GPA), o consórcio de empresas que ganhou a licitação, explica que o pagamento do investimento inicial na construção do presídio se dá gradualmente, dissolvido ao longo dos anos no repasse do estado. E o lucro também. Mitre insiste que com o investimento de R$ 280 milhões – total gasto até agora – na construção do complexo, este “payback”, ou retorno financeiro, só vem depois de alguns anos de funcionamento ou “pleno vôo”, como gosta de dizer.

Especialistas, porém, afirmam que o lucro se dá sobretudo no corte de gastos nas unidades. José de Jesus Filho, assessor jurídico da Pastoral Carcerária, explica: “entraram as empresas ligadas às privatizações das estradas, porque elas são capazes de reduzir custos onde o Estado não reduzia. Então ela [a empresa] ganha por aí e ganha muito mais, pois além de reduzir custos, percebeu, no sistema prisional, uma possibilidade de transformar o preso em fonte de lucro”. Para Shimizu, em um país como o Brasil, “que tem uma das mais altas cargas tributárias do mundo”, não faz sentido cortar os gastos da população que é “justamente a mais vulnerável e a que menos goza de serviços públicos”. No complexo de Neves, os presos têm 3 minutos para tomar banho e os que trabalham, 3 minutos e meio. Detentos denunciaram que a água de dentro das celas chega a ser cortada durante algumas horas do dia.

Outra crítica comum entre os entrevistados foi o fato de o próprio GPA oferecer assistência jurídica aos detentos. No marketing do complexo, essa é uma das bandeiras: “assistência médica, odontológica e jurídica”. Para Patrick, a função é constitucionalmente reservada à Defensoria, que presta assistência gratuita a pessoas que não podem pagar um advogado de confiança. “Diante de uma situação de tortura ou de violação de direitos, essa pessoa vai buscar um advogado contratado pela empresa A para demandar contra a empresa A. Evidentemente isso tudo está arquitetado de uma forma muito perversa”, alerta.

Segundo ele, interessa ao consórcio que, além de haver cada dia mais presos, os que já estão lá sejam mantidos por mais tempo. Uma das cláusulas do contrato da PPP de Neves estabelece como uma das “obrigações do poder público” a garantia “de demanda mínima de 90% da capacidade do complexo penal, durante o contrato”. Ou seja, durante os 27 anos do contrato pelo menos 90% das 3336 vagas devem estar sempre ocupadas. A lógica é a seguinte: se o país mudar muito em três décadas, parar de encarcerar e tiver cada dia menos presos, pessoas terão de ser presas para cumprir a cota estabelecida entre o Estado e seu parceiro privado. “Dentro de uma lógica da cidadania, você devia pensar sempre na possibilidade de se ter menos presos e o que acontece ali é exatamente o contrário”, afirma Robson Sávio.

Para ele, “na verdade não se está preocupado com o que vai acontecer depois, se está preocupado com a manutenção do sistema funcionando, e para ele funcionar tem que ter 90% de lotação, porque se não ele não dá lucro”.

Na visão dos outros entrevistados, a manipulação do perfil do preso pode ser uma maneira de camuflar os resultados da privatização dos presídios. “É muito fácil fazer destes presídios uma janela de visibilidade: ‘olha só como o presídio privado funciona’, claro que funciona, há todo um corte e uma seleção anterior”, diz Bruno Shimizu. Robson Sávio explica que presos considerados de “maior periculosidade”, “pior comportamento” ou que não querem trabalhar ou estudar são mais difíceis de ressocializar, ou seja, exigiriam investimentos maiores nesse sentido. Na lógica do lucro, portanto, eles iriam mesmo atrapalhar o projeto.

Se há rebeliões, fugas ou qualquer manifestação do tipo, o consórcio é multado e perde parte do repasse de verba. Por isso principalmente o interesse em presos de “bom comportamento”.

Foram mostradas todas as instalações da unidade 2 do complexo, tais como enfermaria, oficinas de trabalho, biblioteca e salas de aula, mas não pudemos conversar com presos que não trabalham nem estudam e muito menos andar pelos pavilhões, chamados, no eufemismo do luxo de Neves, de “vivências”.

O Estado e o consórcio buscam empresas que se interessem com o trabalho do preso. As empresas do próprio consórcio não podem contratar o trabalho deles a não ser para cuidar das próprias instalações da unidade, como elétrica e limpeza. Então o lucro do consórcio não vem diretamente do trabalho dos presos, mas sim do repasse mensal do estado. Mas a que empresa não interessaria o trabalho de um preso? As condições de trabalho não são regidas pela CLT, mas sim pela Lei de Execução Penal (LEP), de 1984. Se a Constituição Federal de 1988 diz que nenhum trabalhador pode ganhar menos de um salário mínimo, a LEP afirma que os presos podem ganhar ¾ de um salário mínimo, sem benefícios. Um preso sai até 54% mais barato do que um trabalhador não preso assalariado e com registro em carteira. O professor Laurindo Minhoto explica: “o lucro que as empresas auferem com esta onda de privatização não vem tanto do trabalho prisional, ou seja, da exploração da mão de obra cativa, mas vem do fato de que os presos se tornaram uma espécie de consumidores cativos dos produtos vendidos pela indústria da segurança e da infraestrutura necessária à construção de complexos penitenciários”.

“Entre os postos de trabalho terceirizados estão atividades relacionadas com custódia, guarda, assistência material, jurídica e à saúde, uma afronta à Lei 11.078/04 que classifica como indelegável o poder de polícia e também a outros dispositivos legais. Além de ser uma medida extremamente onerosa para os cofres públicos, poderá dar azo a abusos sem precedentes”, disse o procurador que atuou no caso, Geraldo Emediato de Souza, ao portal mineiro Hoje em dia. Como na maioria das penitenciárias, as visitas do Complexo passam por revista vexatória. A., esposa de um detento que preferiu não se identificar, entregou à reportagem uma carta dos presos e explicou como é feita a revista: “temos que tirar a roupa toda e fazer posição ginecológica, agachamos três vezes ou mais, de frente e de costas, temos que tapar a respiração e fazer força. Depois ainda sentamos num banco que detecta metais”. Na mesma carta entregue por A., os presos afirmam que os diretores do presídio já têm seus “beneficiados”, que sempre falam “bem da unidade” à imprensa, e são, invariavelmente, os que trabalham ou estudam. Na carta, eles ainda afirmam que na unidade já há presos com penas vencidas que não foram soltos ainda. Fontes que também não quiseram se identificar insistem que o consórcio da PPP já “manda” na vara de execuções penais de Ribeirão das Neves.

José de Jesus filho, da Pastoral Carcerária, não vê explicação para a privatização de presídios que não a “corrupção”. Tem seus motivos. Em maio de 2013, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e a Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) foram alvo de ações por corrupção e má utilização de recursos públicos. Na ação da CPTM foi citado o ex-diretor, Telmo Giolito Porto, hoje à frente do consórcio da PPP de Ribeirão das Neves, assim como a empresa Tejofran de Saneamento e Serviços Gerais LTDA., que faz parte do mesmo consórcio. Nesse sentido, Robson Sávio alerta: “será que o Estado quando usa de tanta propaganda para falar de um modelo privado ele não se coloca na condição de sócio-interesseiro nos resultados e, portanto, se ele é sócio-interesseiro ele também pode maquiar dados e esconder resultados, já que tudo é dado e planilha? Esse sistema ainda tem muita coisa que precisa ser mais transparente e melhor explicada”. O modelo mineiro de PPP já inspirou projetos semelhantes no Rio Grande do Sul, em Pernambuco e no Distrito Federal. As licitações já aconteceram ou estão abertas e, em breve, as penitenciárias começarão a ser construídas. O governo de São Paulo e a Secretaria de Administração Penitenciária também pretendem lançar em breve um edital para a construção de um grande complexo no estado, com capacidade para 10.500 presos. O governador Geraldo Alckmin já fez consultas públicas e empresas já se mostraram interessadas no projeto.

No Ceará, uma decisão judicial obrigou à iniciativa privada devolver a gestão de penitenciárias para o governo do estado. No Paraná, o próprio governo decidiu retomar a administração de uma série de penitenciárias, após avaliar duas questões: a jurídica e a financeira. No Brasil, país do “bandido bom é bandido morto”, da “bancada da bala” e onde presos não têm direitos simplesmente por estarem presos, a privatização também assusta do ponto de vista da garantia dos direitos humanos dos presos. “Será que num sistema que a sociedade nem quer saber e não está preocupada, como é o prisional, haverá fiscalização e transparência suficiente? Ou será que agora estamos criando a indústria do preso brasileiro?”, pergunta Sávio. Para Minhoto, a partir do momento em que você enraíza um interesse econômico e lucrativo na gestão do sistema penitenciário, “o Estado cai numa armadilha de muitas vezes ter que abrir mão da melhor opção de política em troca da necessidade de garantir um retorno ao investimento que a iniciativa privada fez na área”, diz. Bruno Shimizu completa: “isso pode fazer com que a gente crie um monstro do qual a gente talvez não vá mais conseguir se livrar”. “Para quem investe em determinado produto, no caso o produto humano, o preso, será interessante ter cada vez mais presos. Ou seja, segue-se a mesma lógica do encarceramento em massa. A mesma lógica que gerou o caos, que justificou a privatização dos presídios”, arremata Patrick.

Para entender: dados e números

Brasil

Existem no Brasil aproximadamente 550 mil presos. -
São aproximadamente 340 mil vagas no sistema prisional. -
O Brasil está em 4o lugar no ranking dos países com maior população carcerária no mundo, atrás de EUA, China e Rússia.
Entre 1992 e 2012 o Brasil aumentou sua população carcerária 380%.
Empresas dividem a gestão de penitenciárias com o poder público em pelo menos 22 presídios de sete estados: Santa Catarina, Minas Gerais, Espírito Santo, Tocantins, Bahia, Alagoas e Amazonas. Minas Gerais
Em 2003 o Estado de Minas tinha aproximadamente 23 mil presos.
Em 10 anos essa população mais do que duplicou: hoje são 50 mil presos.
Em 2003 eram 30 unidades prisionais no Estado, hoje são mais de 100.
Em 2011 o Estado de Minas já gastava aproximadamente um bilhão de reais por ano com o sistema penitenciário.

O complexo de Ribeirão das Neves

O consórcio Gestores Prisionais Associados (GPA), que ganhou a licitação do complexo penitenciário de Ribeirão das Neves é formado por cinco empresas, são elas: CCI Construções S/A Construtora Augusto Velloso S/A Empresa Tejofran de Saneamento e Serviços LTDA N. F. Motta Construções e Comércio Instituto Nacional de Administração Penitenciária (INAP)
Em 18 de janeiro de 2013 começaram a ser transferidos os primeiros presos para o Complexo Penitenciário de Ribeirão das Neves.
A inauguração aconteceu no dia 28 de janeiro de 2013, com uma ala já ocupada por 75 presos.
Hoje (maio de 2014) estão funcionando duas das cinco unidades do complexo, cada uma com 672 presos. A capacidade do complexo é de 3336 vagas.
O consórcio de empresas tem 27 anos da concessão do complexo, sendo dois para construção e 25 para operação.
Já foram gastos 280 milhões de reais na construção do complexo até agora. O GPA estima que no total serão gastos 380 milhões.
O Estado repassa R$2.700 por preso mensalmente; nas penitenciárias públicas o custo é de R$ 1.300,00 a R$ 1.700,00 por mês
As celas têm capacidade máxima para quatro presos.
Detalhes sobre a PPP de Ribeirão das Neves e documentos podem ser acessados neste site.

Matéria originalmente publicada no site da Agência Pública. A reportagem ficou em 3o lugar no 31o Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo: https://www.facebook.com/AnonymousBr4sil/photos/a.332941190125772/792337684186118/

O modelo de prisão privada, usado nos Estados Unidos, é polêmico por ser visto como incentivo ao encarceramento em massa. Uma polêmica que gravita o tema é a mercantilização do sistema prisional, tema levantado pelo documentário 13ª Emenda. O filme mostra como prisões privadas nos Estados Unidos geraram uma indústria muito lucrativa, e o lobby do setor articulou aprovação de leis mais duras no Congresso e aumentou seu faturamento.

O advogado Fábio Tofic Simantob, presidente do IDDD (Instituto de Defesa do Direito de Defesa), diz que os norte-americanos começaram a rever essa política. "São soluções que ficam bonitas perante a opinião pública. Como se privatizar seja sempre algo bem-vindo. Mas isso esconde outras questões", diz. O advogado diz que o modelo trará custo extra, por embutir o lucro das empresas sobre um serviço que o Estado já paga. "E vai mercantilizar um sistema que não pode trabalhar na lógica da oferta e procura", diz. Ele alerta para o risco do contato entre empresas privadas e facções criminosas. "Como o estado pode transferir para uma empresa privada o controle do crime organizador dentro dos presídios?". O presidente do Sifuspesp (sindicato dos agentes), Fábio Ferreira, diz que Doria desconhece a realidade no estado. "Ele revela que o lobby observado no Congresso Nacional em defesa da privatização do sistema prisional encontra candidaturas que apoiam os seus interesses", diz:
https://www.facebook.com/AnonymousBr4sil/posts/1855276034558939


----






AnonymousBr4sil recomenda que você nunca acesse os sites da HIG Capital, dona do NZN/TecMundo, donos de fabricante de urnas eletrônicas, doam pra Partidos nos EUA, respondem processos lá, lucram com o sistema prisional dos EUA e adquirem empresas aqui no Brasil e no mundo entre tantas outras coisas: https://www.facebook.com/AnonymousBr4sil/photos/a.332941190125772.79747.332934666793091/1698057063614171/ 




Falam do Facebook como se todos sites ligados ao sistema deles também não fizessem atividades semelhantes...





https://www.facebook.com/tecmundo/photos/rpp.111090485635468/1717913024953198/












































A photo posted by AnonymousBr4sil (@anonymousbr4silnet) on






http://anonymousbr4silnet.tumblr.com/post/154964791826/experiência-da-anonymousbr4sil-pelo-seu-fundador




Experiência da @AnonymousBr4sil pelo seu fundador. Vídeo épico: Facebook.com/AnonymousBr4sil/videos/1260374527382429 youtu.be/7p3Z7SgdecI No dia 18 de Julho de 2012 foi criada a conta @AnonymousBr4sil no #Facebook e desde então produzimos milhares de conteúdos pra internet de 'forma anônima' por uma série de motivos. Dia 21 de Dezembro de 2016 postamos o primeiro vídeo da #AnonymousBr4sil com nossas próprias vozes e pedimos que você continue nos apoiando nesta nova etapa de nossas atividades. Vídeo #épico da @AnonymousBr4sil que sempre 'postou em #anonimato' textos, imagens, vídeos, notícias, enfim. Pra evitar identificação nunca havíamos postado vídeo com nossas vozes (em outros vídeos usamos sintetizador de voz) mas por diferentes motivos fizemos devido a necessidade da causa. É importante frizar que pela nossa própria vontade as pessoas jamais saberiam quem somos ou o que fazemos. Mas pelos motivos apresentados no vídeo isto teve que acontecer...
A photo posted by AnonymousBr4sil (@anonymousbr4silnet) on



















Experiência da @AnonymousBr4sil pelo seu fundador no canal da @AnonymousBr4sil no You Tube:






Se o blogger não exibir o vídeo basta clicar no link: https://www.facebook.com/AnonymousBr4sil/videos/1260374527382429/

Vídeo. Experiência da AnonymousBr4sil pelo seu fundador no Face:


















Texto aqui: https://www.facebook.com/AnonymousBr4sil/photos/a.332941190125772.79747.332934666793091/1699792290107315/







Texto aqui: https://www.facebook.com/AnonymousBr4sil/photos/a.332941190125772.79747.332934666793091/1657340487685829/







Texto aqui: https://www.facebook.com/AnonymousBr4sil/photos/a.332935426793015.79742.332934666793091/1750637221689488/

E aqui: https://www.anonymousbr4sil.net/2018/05/NeverForget.html


#StopUrnasEletrônicas Vários vídeos sobre a fraude nas urnas usadas no Brasil: https://www.anonymousbr4sil.net/2015/11/stopurnaseletronicas-varios-videos.html

https://www.facebook.com/hashtag/StopUrnasEletr%C3%B4nicas



A 4rte da Cyber Guerra é o primeiro livro de Fabrício Ferreira, fundador da AnonymousBr4sil, da BCC - Brasil Contra Corrupção e várias outras atividades na web seja em anonimato ou não: https://www.facebook.com/A4rteDaCyberGuerra/photos/a.138192643535935.1073741828.138131153542084/138193286869204/







https://www.facebook.com/FCCM4r/photos/a.2081810852059932.1073741828.1771745126399841/2081810628726621/












Você sabe quem é George Soros?
Ele é conhecido como "o homem que quebrou o Banco da Inglaterra" por causa da venda de US$ 10 bilhões em libras em um curto período, tornando-o um lucro de US$ 1 bilhão, durante a quarta-feira negra de 1992 no Reino Unido. Soros é uma das 30 pessoas mais ricas do mundo. Soros é um financiador conhecido de progressistas e liberais:
https://en.wikipedia.org/wiki/George_Soros 

Bill Ayers: Antigo líder do movimento da contracultura nos EUA. Co-fundou grupo Weather Underground, auto-denominado como um grupo revolucionário comunista com a intenção de derrubar o imperialismo, que condunziu uma campanha de bombardeio de edifícios públicos federais como resposta ao envolvimento dos EUA na guerra do Vietnã:
https://en.wikipedia.org/wiki/Bill_Ayers

Democratas, que o Soros tem financiado: Obama, Hillary:
https://en.wikipedia.org/wiki/Democratic_Party_(United_States) 








Em nosso site O Manifesto Hacker: 
https://www.anonymousbr4sil.net/2014/10/o-manifesto-hacker.html 
 
Declaração de Independência do Ciberespaço: 
http://www.anonymousbr4sil.net/2014/03/declaracao-de-independencia-do.html 
 
O Manifesto Hacker no Face: https://www.facebook.com/AnonymousBr4sil/photos/a.332941190125772.79747.332934666793091/957877870965431/




 


Endereços da @AnonymousBr4sil nos acompanhe em todos possíveis!

Curta nossa página no Facebook que foi onde a estrutura AnonymousBr4sil foi fundada e também onde publicamos com prioridade até o momento:
https://www.facebook.com/AnonymousBr4sil

Siga @AnonymousBr4sil no Twitter:
https://twitter.com/AnonymousBr4sil

Inscreva-se no canal da @AnonymousBr4sil no YouTube:
https://www.youtube.com/AnonymousBr4sil

Siga, curta e pine @AnonymousBr4sil no Pinterest:
https://www.pinterest.com/anonymousbr4sil/


Siga @AnonymousBr4sil no Instagram:
https://www.instagram.com/Anonymousbr4silnet/

Siga @AnonymousBr4sil no Tumblr:
https://www.anonymousbr4silnet.tumblr.com/

@AnonymousBr4sil no Site:
https://www.anonymousbr4sil.net

Junte-se ao nosso único grupo no Facebook:
https://www.facebook.com/groups/iAnonymousBr4sil


















https://www.youtube.com/post/UgyZUvY1OFqv2l5w6el4AaABCQ




























Ver essa foto no Instagram

Quantos presos tiveram que sofrer pra render U$$ 100 milhões (+ ou - meio bilhão de reais em valores atualizados), preço que o HIG Capital pagou pela NZN e TecMundo? TecMundo fez matéria criminosa contra AnonymousBr4sil que não tem mandato, filho do presidente no dia de protestos em favor do Bolsonaro que pediram AI5, contra Congresso e STF, que ataca quase todas mídias usou o site em seus posts. Ser contra o racismo mas dar visualização pra um site que se capitalizou nesta fortuna em cima do sofrimento do encarceramento em massa que mira negros e latinos, que está sendo denunciado pela Senadora Americana U.S. Senator Elizabeth Warren, Mark Pocan e Representative Alexandria Ocasio-Cortez não faz sentido... Interessante que o TecMundo não fez posts dos imóveis da família Bolsonaro, o que o tornaria um alvo da rede Bolsonarista, mas fez do governador de SP João Doria. Eduardo Bolsonaro é Deputado Federal no Brasil. Entenda. Anonymous não defende pedófilos! Anonymous não lucra explorando/lucrando com o sistema prisional americano! Anonymous não persegue cyberativistas! Anonymous não comete fake news, procura analisar tudo antes! Donos do TecMundo são bilionários já atacados por Anonymous de fora do Brasil. Em meio aos protestos contra o racismo este assunto fica ainda mais interessante! Em 2016 fizeram uma reportagem criminosa contra AnonymousBr4sil e seu fundador Fabrício Ferreira (F4bric1o) e sua esposa Christiane Ferreira (https://www.facebook.com/Christi4ne) que está no Cyberativismo com ele desde 2012, o que gerou diversos problemas e ameaças de morte. Até 2020 não deram direito de resposta. H.I.G. Capital é dona do TecMundo, também são donos da 4ª maior fabricante de urnas eletrônicas do mundo. Nos EUA, únicas pessoas que o governo americano é obrigado a dar atendimento médico, lá não tem SUS pras pessoas como no Brasil, são os presidiários. Leia completo em nosso Facebook: https://www.fb.com/AnonymousBr4sil/photos/a.332941190125772/3029409357145595/

Uma publicação compartilhada por AnonymousBr4sil (@anonymousbr4silnet) em









No You Tube: https://www.youtube.com/post/UgyTgvfdirqEcLzHwox4AaABCQ


Em nosso Twitter:
https://twitter.com/AnonymousBr4sil/status/1269654358616129542

Em nosso Instagram:
https://www.instagram.com/p/CBI5TvZHiUu/

Link desta postagem: https://www.facebook.com/AnonymousBr4sil/photos/a.332941190125772/3029409357145595/





















0 Comentários
 
Topo