Sobre divulgar 'curados', Brasil fez 1 gol contra a Alemanha, não adiantou nada, tomou 7, virou chacota eterna, derrota de lavada....enfim... mais ou menos por ai... assim como agora no pandemia global de coronavírus o mundo assistindo o horror que aqui virou... Vamos contar o número de aviões que pousaram também e não caíram, o número de carros que não bateram, o número de pessoas que não morreram em uma guerra e por ai vai... Lembrando que o governo Bolsonaro está tentando manipular os dados de várias maneiras.


Estudo da Casa Branca projeta mais de 165 mil mortes no Brasil até agosto, com 5 mil mortes em um único dia. 

Modelo usado pela Casa Branca projeta 5.000 mortes diárias por Covid-19 no Brasil em agosto. Um dos principais modelos utilizados pela Casa Branca para monitorar números sobre o coronavírus atualizou mais uma vez com piora o cenário no Brasil e agora projeta mais de 165 mil mortes no país até agosto, com 5 mil mortes em um único dia no início daquele mês. Nesta semana, o Brasil registrou recorde de mais de 1,4 mil mortes por dia, quase superando a expectativa do instituto para o meio de julho, quando 1,500 mortes eram previstas em 24h.

Em meados de maio, quando o IHME, instituto de métrica da Universidade de Washington, divulgou pela primeira vez dados sobre o Brasil, a previsão era de que 88 mil pessoas morressem por Covid-19 até 4 de agosto no país.

No fim do mês, esse número foi atualizado para cerca de 125 mil óbitos até agosto e, agora, no início de junho, a segunda atualização elevou a previsão para 165.960 mortes até lá.

O modelo usa uma janela de intervalo ampla, que no caso brasileiro varia de 113.673 e 253.131 mortes até 4 de agosto, indicando que a curva continua subindo.

Em entrevista à Folha no fim do mês passado, Ali Mokdad, um dos responsáveis pelos dados do Brasil no instituto, disse que a tendência de casos e mortes no país era de alta e que a situação poderia ser ainda pior se governo e população “não levassem a crise a sério” e adotassem lockdown por duas semanas.

Como isso não aconteceu —pelo contrário, diversos estados brasileiros estão relaxando medidas de distanciamento social— a previsão foi atualizada para pior.

As projeções do IHME mostravam que o pico de mortes diárias no Brasil deveria acontecer em 13 de julho, com 1.526 óbitos em 24 horas. Agora, em 4 de agosto, esse número pode chegar a 5.248 óbitos em um dia, segundo o instituto, e não há mais indicação de pico, ou seja, os números podem ser ainda maiores depois disso.

A curva de casos e mortes diárias continua subindo vertiginosamente no Brasil até lá.

Com mais de 647 mil casos confirmados, o Brasil escalou para o segundo lugar em diagnósticos no mundo, atrás somente dos EUA, que tem mais de 1,9 milhão.

São mais de 34 mil mortes hoje no território brasileiro, mais do que a Itália, que foi um dos principais epicentros da pandemia.

O instituto fez levantamentos em estados brasileiros como Rio, Bahia, Amazonas, Pernambuco, e também registrou pioras em grande parte das regiões desde o meio do mês.

O modelo utilizado pela Casa Branca ganhou notoriedade em 31 de março, quando o presidente Donald Trump fez seu primeiro discurso sombrio e visto como realista durante a pandemia que, inicialmente, ele minimizava. Na ocasião, Trump disse que estavam previstas de 100 mil a 240 mil mortes nos EUA até agosto, mesmo com a adoção das medidas de distanciamento social.

Esses números já foram revisados para baixo e para cima algumas vezes, a depender da flexibilização da curva de transmissão —e do relaxamento das regras de distanciamento social em diversos estados americanos.

Caso o isolamento não fosse cumprido, disse o presidente americano à época, esse número poderia chegar a 2,2 milhões de vítimas.

Naquele momento, os EUA registravam 3.700 mortes, agora já são mais de 110 mil.

O presidente Jair Bolsonaro tem sido foco de preocupação entre líderes políticos e especialistas em todo mundo por insistir em minimizar a pandemia e ser contrário às regras de distanciamento social.

Aliado do brasileiro, Trump suspendeu a entrada de estrangeiros que passaram pelo Brasil nos últimos 14 dias, devido à piora do quadro brasileiro.

Com a adoção de regras de distanciamento social por 95% dos americanos desde março, os números do IHME acabaram revistados para baixo, e o instituto chegou a falar em 60 mil mortes até agosto.

Hoje a previsão do IHME é de 140 mil morte nos EUA até agosto. A curva de mortes diárias, porém, está em queda entre os americanos.



O aparente otimismo fez Trump passar a defender a reabertura econômica do país, preocupado com o impacto negativo que a pandemia pode ter na sua campanha à reeleição —mais de 30 milhões de americanos já pediram acesso ao seguro-desemprego.

Desde o fim de abril, os estados americanos já começaram a retomar atividades parcialmente, porém, ainda sem o índice de testagem considerado ideal para uma reabertura segura ou mesmo sem a queda sustentada na curva de casos.

Especialistas avaliam que pode haver uma segunda onda de contágio nos EUA a partir do segundo semestre. Copiado da Folha de São Paulo: https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2020/06/modelo-usado-pela-casa-branca-projeta-5-mil-mortes-diarias-por-covid-19-no-brasil-em-agosto.shtml

No site da IHME:
https://covid19.healthdata.org/brazil


Relatos de uma médica. "Não é uma invenção da mídia, é uma coisa séria, uma coisa grave", falou.
"Vamos todo mundo pegar que assim fica fácil e ninguém mais tem. É? Tem certeza mesmo? É legal todo mundo pegar? E se esses todos que pegaram, os que vão morrer, pode ser alguém da sua família? Fica tudo bem assim? Se você concorda que todos vão pegar então vamos passar para todos?", questionou médica. Sem máscara na praia e outros lugares desafiando e podendo passar doenças. "Nessa época do ano passado, tivemos tantas mortes, tivemos tantos casos, agora é tudo Covid, presta atenção, as mortes continuam iguais. As outras doenças continuam matando da mesma forma, hoje nós temos a mais mil mortes por dia por covid. Então para com esse cálculo patético que nesta época do ano morria a mesma coisa, mesmo número de gente, não. Está morrendo o dobro, está morrendo de outras doenças e covid. Outro ponto. Agora não estão morrendo de outras doenças, agora só existe covid, só se morre de covid. Meu filho, para de falar bobagem. Não faça assim comigo, não faça assim com a classe médica, não faça assim com seus colegas, presta atenção, os leitos de UTI são os mesmos, lógico, alguns foram aumentados, alguns foram ampliados e chega no pronto socorro o cara com infarte, o cara com derrame e o cara com covid e eles disputam a vaga que antes não existia a turma da covid", falou médica.

"É feio levar o campo da doença para a política. A gente tá cansada, a gente tá exausto disso, 'ah não é tudo isso, ah não são todos esses dados, é não são mesmo, são muito mais", falou médica que está cansada de dar diagnóstico de covid e de morte por ser "muito doido", disse.

"Vamos levar essa doença a sério, vamos nos isolar o máximo possível, você que faz a corridinha, pensa", disse a doutora médica especialista Elisabeth Dotti Consolo.

"Vamos parar com essa coisa patética que 'não é tudo isso, que não mata, os dados, não não, cada um no seu quadrado", disse médica que recomenda que especialistas falem ao invés de quem não entende. Assista ao vídeo da médica: https://www.fb.com/watch/?v=275306096998510



Assista ao vídeo. 
 


Vai virar alvo da rede bolsonarista como petista, comunista ou qualquer outro ista? Para dizer que fez o certo nos EUA, cita o Brasi e Suécia como exemplos que poderia ser pior. Mais outra forte declaração que já tinha dito que o Brasil seguiu caminho diferente dos EUA, o mais importante líder mundial dizer assim, que conta com as melhores agências de segurança e informação do planeta, é que deve saber mais do que pode falar, mais do que sabemos... A amizade acaba quando você descobre que só você era o amigo... Trump diz que se tivesse agido como o Brasil teriam perdido até 2,5 milhões de vidas.










165 mil mortes até agosto, 5 mil em um dia; Estudo da Casa Branca já falou em + de mil mortes em Julho por coronavírus: https://www.anonymousbr4sil.net/2020/06/165-mil-mortes-ate-agosto-5-mil-em-um.html

---

Endereços da @AnonymousBr4sil nos acompanhe em todos possíveis!

Curta nossa página no Facebook que foi onde a estrutura AnonymousBr4sil foi fundada e também onde publicamos com prioridade até o momento:
https://www.facebook.com/AnonymousBr4sil

Siga @AnonymousBr4sil no Twitter:
https://twitter.com/AnonymousBr4sil

Inscreva-se no canal da @AnonymousBr4sil no YouTube:
https://www.youtube.com/AnonymousBr4sil

Siga, curta e pine @AnonymousBr4sil no Pinterest:
https://www.pinterest.com/anonymousbr4sil/

Siga @AnonymousBr4sil no Instagram:
https://www.instagram.com/Anonymousbr4silnet/

Siga @AnonymousBr4sil no Tumblr:
https://AnonymousBr4silnet.tumblr.com/

@AnonymousBr4sil no Site:
https://www.anonymousbr4sil.net

Junte-se ao grupo AnonymousBr4sil no Facebook:
https://www.facebook.com/groups/iAnonymousBr4sil/





Faça parte! Solicite entrada!

Grupo pra tratar de Bitcoin e outras criptomoedas:
https://www.facebook.com/groups/BitcoinBr4sil/

Grupo Libra Br4sil pra tratar de Libra e outras criptomoedas:
https://www.facebook.com/groups/LibraBr4sil/


"Você deve entender que a maior parte dessas pessoas não está pronta para acordar, e muitos são tão inertes, tão dependentes do sistema que vão lutar para protegê-lo". Matrix

"Um símbolo sozinho pode não representar nada, mas se todos se juntam, um símbolo pode significar muito, pode significar a mudança de um pais". V De Vingança









Next
This is the most recent post.
Previous
Postagem mais antiga
0 Comentários
 
Topo